Djokovic vence Berdych e encara Federer na Austrália

O sérvio Novak Djokovic teve uma boa atuação nas quartas de final do Aberto da Austrália e derrotou nesta terça-feira o checo Tomas Berdych por 3 sets a 0, com parciais de 6/1, 7/6 (7/5) e 6/1, em 2 horas e 31 minutos. Assim, garantiu presença nas semifinais do primeiro torneio do Grand Slam da temporada, disputado em Melbourne.

AE, Agência Estado

25 de janeiro de 2011 | 10h02

Número 3 do mundo, Djokovic ampliou a sua vantagem no confronto direto com Berdych, que é o sexto colocado no ranking da ATP, para 5 a 1. O sérvio foi superior nas principais estatísticas do confronto. Ele conseguiu 34 winners contra 29 do checo, cometeu 21 erros não-forçados contra 32 do oponente e fez dez aces contra cinco de Berdych.

Com o domínio do início do jogo, Djokovic conseguiu quebras de serviço no quarto e sexto game para vencer o primeiro set por 6/1. O sérvio, porém, cometeu erros na segunda parcial e Berdych abriu 4/1. Mas Djokovic reagiu, empatou o set em 4/4 e triunfou no tie-break.

Com a vantagem de 2 sets a 0, Djokovic encontrou mais facilidade na terceira parcial. O sérvio não teve o seu saque ameaçado e conseguiu duas quebras de serviço para triunfar por 6/1 e fechar a partida em 3 a 0, garantindo vaga nas semifinais em Melbourne.

Campeão do Aberto da Austrália de 2008, Djokovic vai enfrentar nas semifinais o suíço Roger Federer, que eliminou o compatriota Stanilas Wawrinka e é o atual vencedor do torneio. O número 2 do mundo lidera o confronto direto por 13 a 6, tendo vencido os três últimos jogos. Porém, o sérvio venceu o último duelo em um Grand Slam, na semifinal do US Open de 2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.