Djokovic vence e pegará surpresa italiana em semifinal

O sérvio Novak Djokovic confirmou o seu favoritismo de forma relativamente tranquila nesta sexta-feira e garantiu vaga na semifinal do Masters 1.000 de Montecarlo. O líder do ranking mundial avançou ao derrotar o finlandês Jarkko Nieminen por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/3.

AE, Agência Estado

19 de abril de 2013 | 14h21

Nieminen havia surpreendido na última quinta-feira ao eliminar o argentino Juan Martín del Potro, nas quartas de final, mas desta vez não conseguiu passar pelo cabeça de chave número 1 da competição disputada em quadras de saibro no Principado de Mônaco.

Desta forma, Djokovic se credenciou para enfrentar outra surpresa nas semifinais. Trata-se do italiano Fabio Fognini, atual 32.º colocado da ATP, que nesta sexta derrotou o francês Richard Gasquet, sétimo cabeça de chave e hoje nono tenista do ranking mundial, por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/0) e 6/2.

No duelo desta sexta, Djokovic precisou de 1h17min em quadra para liquidar Nieminen, 49.º colocado do ranking da ATP. O finlandês, porém, deu trabalho ao sérvio no primeiro set, no qual chegou a aproveitar a única chance de quebrar o saque do adversário. Porém, o tenista número 1 do mundo converteu dois de seis break points e assim assegurou a vantagem de 6/4 da primeira parcial.

Já o segundo set foi marcado pela irregularidade dos dois tenistas no saque, pois Djokovic conseguiu quatro quebras em quatro chances, enquanto o finlandês aproveitou duas de três oportunidades, o que foi pouco para evitar a derrota para o sérvio.

A inconstância de Djokovic nesta edição do Masters de Montecarlo, no qual acumulou duas vitórias de virada antes de bater Nieminem, se deve também ao fato de que o tenista ainda não está plenamente recuperado de uma torção no tornozelo sofrida no confronto entre Sérvia e Estados Unidos pela Copa Davis, no domingo retrasado. A lesão chegou a colocar em dúvida, inclusive, a sua participação no torneio monegasco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.