Djokovic vence fácil e avança às quartas em Cincinnati

Bem diferente do espanhol Rafael Nadal, número 2 do mundo, que sofreu para derrotar o compatriota Fernando Verdasco após mais de 3 horas e meia de partida, nesta quinta-feira, o sérvio Novak Djokovic, atual líder do ranking da ATP, passou com facilidade em seu jogo das oitavas de final do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos. Em 1 horas e 22 minutos, derrotou o checo Radek Stepanek por 2 sets a 0, com um duplo 6/3.

AE, Agência Estado

18 de agosto de 2011 | 20h35

Com o triunfo, Djokovic segue com sua impecável campanha na temporada de 2011. Em quadras rápidas, piso utilizado em Cincinnati, o sérvio está invicto com 31 vitórias. No ano inteiro, apenas uma derrota (na semifinal do Torneio de Roland Garros para o suíço Roger Federer) em 56 partidas.

Em quadra, diante da facilidade contra Stepanek, Djokovic resolveu "chamar" a torcida presente à quadra central para ajudá-lo pouco antes do final da partida. "O jogo estava meio parado, muito ruim de se jogar e de se ver. Então, pensei que precisava da ajuda da torcida. Há dias em que você não se sente bem para jogar, mas odeio perder. Isso me motiva na quadra", disse o sérvio.

Nas quartas de final, Djokovic terá pela frente o vencedor do duelo entre o francês Gael Monfils e o alemão Philip Kohlschreiber.

Outro tenista da França já se garantiu na próxima fase. É Gilles Simon, cabeça de chave número 10, que derrotou o espanhol David Ferrer, quinto pré-classificado, por 2 sets a 1 - com parciais de 6/4, 6/7 (3/7) e 6-4. O próximo rival sai do ganhador do confronto entre Federer e o norte-americano James Blake.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.