Ben Solomon/NYT
Ben Solomon/NYT

Djokovic vence português, avança às quartas e pode encarar Federer no US Open

Número seis do mundo bateu João Sousa, 68º do ranking, por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/4 e 6/3, em duas horas

Estadão Conteúdo

03 Setembro 2018 | 17h50

O sérvio Novak Djokovic venceu mais uma nesta segunda-feira, avançou às quartas de final e ficou perto de mais um confronto com Roger Federer no US Open. O atual número seis do mundo bateu o português João Sousa, 68º do ranking, pelo placar de 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/4 e 6/3, em duas horas de confronto.

Com o triunfo, Djokovic avançou às quartas de final do Grand Slam norte-americano pela 11ª vez. Seu próximo adversário vai sair do duelo entre o suíço e o australiano John Millman, que entram em quadra ainda nesta segunda, na rodada noturna. O sérvio encarou Federer recentemente e com sucesso, ao vencê-lo na final do Masters 1000 de Cincinnati, uma semana antes do início do US Open.

Em busca da sua melhor forma técnica, Djokovic pode terminar a competição na terceira posição do ranking, recuperando parte do terreno perdido para Federer e Rafael Nadal nos últimos dois anos. O sérvio é dono de dois troféus em Nova York (2011 e 2015) e tem cinco vice-campeonatos na quadra dura deste Grand Slam.

Para seguir na briga pelo terceiro título, Djokovic exibiu performance regular no serviço e alta precisão nos golpes de fundo de quadra. Foram nove aces, 23 bolas vencedoras e 18 erros não forçados, contra quatro aces, 21 winners e 28 falhas do rival português.

Sousa teve apenas uma oportunidade para quebrar o serviço do favorito e teve sucesso, no segundo set. Mas a quebra não mudou o roteiro da parcial, vencida por Djokovic, que faturou cinco quebras em seis chances.

Em outro duelo das quartas de final estará o japonês Kei Nishikori. O 21º cabeça de chave avançou nesta segunda ao derrotar o alemão Philipp Kohlschreiber também por 3 a 0, com parciais de 6/3, 6/2 e 7/5. Seu próximo adversário vai sair do confronto entre o belga David Goffin e o croata Marin Cilic, que ainda se enfrentam nesta segunda.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.