Dois brasileiros avançam no Challenger de Florianópolis

Assim como foi na segunda-feira, a terça também não foi boa para os brasileiros no Challenger de Florianópolis. Enquanto no primeiro dia de disputas pelo torneio catarinense quatro tenistas do Brasil foram eliminados, mais seis caíram logo na estreia pelo segundo dia. Os únicos representantes do País que avançaram saíram de confrontos brasileiros.

AE, Agencia Estado

20 de outubro de 2009 | 19h40

No saibro de Florianópolis, apenas Rogério Dutra Silva e Leonardo Kirche representarão o Brasil nas oitavas de final. Silva passou na estreia pelo também brasileiro André Miele, vencendo por 2 sets 0, com um duplo 6/1. Na próxima fase, ele encara o argentino Diego Junqueira, que eliminou mais um tenista do Brasil. Eric Gomes caiu por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/2 e 6/0.

Já Kirche passou pelo compatriota Franco Ferreiro, que abandonou a partida quando já tinha perdido o primeiro set por 6/3 e era derrotado no segundo por 2/1. Nas oitavas, Kirche encara o argentino Gastón Gaudio, ex-número 5 do mundo e que já foi campeão de Roland Garros. Gaudio entrou como convidado na chave principal e venceu na estreia o croata Franco Skugor.

Marcos Daniel, cabeça de chave número 1 em Florianópolis e atual número 2 do Brasil, caiu logo na primeira rodada para o francês Guillaume Rufin, perdendo por 2 sets a 0, com um duplo 6/4. Os outros brasileiros eliminados foram Marcelo Demoliner, que perdeu por 2 a 0 (7/5 e 6/1) para o esloveno Blaz Kavcic, e Valter Mori Filho, derrotado pelo argentino Guido Pella também por 2 a 0 (6/1 e 6/3).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.