Doping: ITF promete moralizar o tênis

Responsável a partir do próximo ano do controle anti doping do circuito profissional de tênis, seja em torneios válidos pela ATP, como o Grand Slam e Copa Davis, a ITF (a Federação Internacional de Tênis) promete moralizar a modalidade, envolvida em várias denúncias e poucas punições. Para controlar o programa de anti doping, a ITF nomeou o especialista Stuart Miller, PhD da Universidade de Manchester e que já tem experiência de cinco anos com o tênis.

Agencia Estado,

13 de dezembro de 2005 | 16h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.