Arte/Estadão
Arte/Estadão

Dupla brasileira é eliminada e Djere vence canadense e vai à semi no Brasil Open

Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva perdem para britânicos enquanto sérvio faz bonito na simples e mais uma vez leva a melhor em reedição da final do ano passado

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de março de 2019 | 00h12

Em uma reedição da final do Rio Open, o sérvio Laslo Djere voltou a levar a melhor diante do jovem canadense Felix Auger-Aliassime na noite desta sexta-feira e avançou à semifinal do Brasil Open, em São Paulo. O campeão do Rio Open, no domingo passado, derrotou o rival de 18 anos por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 3/6 e 6/3, em 2h03min, no saibro do Ginásio do Ibirapuera. Nas duplas, Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva deram adeus ao torneio.

Ao contrário do que vinha acontecendo em seus últimos jogos em São Paulo, Auger-Aliassime não exibiu a mesma grande performance no saque. Anotou cinco aces, mas cometeu sete duplas faltas. Isso favoreceu as devoluções de Djere, que obteve três quebras de saque na partida. O canadense obteve apenas uma, no segundo set. No terceiro, o sérvio sequer teve o serviço ameaçado.

"Assim como no Rio, foi difícil. Lá os nervos estavam muito presentes. Aqui, como foi nas quartas de final, nós queríamos ganhar muito, mas estávamos mais relaxados", comentou Djere, atual 37º do mundo. "Tentei esperar o momento que ele errasse os primeiros saques para tentar boas devoluções. Meu saque foi melhor que ontem, a percentagem do primeiro serviço foi bem alta."

Cinco dias após conquistar seu primeiro título de nível ATP, o tenista sérvio admitiu o desgaste físico da sequência de competições sobre o saibro. "Sinto dores aqui e ali no braço, mas vamos trabalhar nisso para eu me recuperar", declarou Djere, que vai encarar na semifinal o argentino Guido Pella.

Terceiro cabeça de chave do Brasil Open, o argentino avançou ao arrasar o compatriota Marco Trungelliti por 6/0 e 6/3. Será o primeiro confronto entre sérvio e argentino no circuito profissional.

"Ele é canhoto e tem essa vantagem no saque. Mas tenho um bom retrospecto contra canhotos. Nós nos enfrentamos duas vezes e sei como jogar contra ele", projetou Djere, referindo-se a duelos no circuito challenger. "Ele estará menos cansado que eu, mas estou confiante. Ele tem vantagens e eu também.".

A outra semifinal vai reunir o norueguês Casper Ruud e o chileno Christian Garín. O primeiro, algoz do brasileiro Thiago Monteiro na estreia, passou pelo boliviano Hugo Dellien por duplo 6/1. E Garín despachou o argentino Leonardo Mayer por 4/6, 6/4 e 6/4. No sábado, competirá em uma semifinal de nível ATP pela primeira vez na carreira.

DUPLAS - Surpresas da chave de duplas no Rio Open, Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva não conseguiram ir longe desta vez, no Ibirapuera. Vice-campeões na semana passada, eles foram eliminados nesta sexta pelos britânicos Luke Bambridge e Jonny O'Mara por por 3/6, 6/4 e 10/5. Na decisão, neste sábado, eles vão encarar os argentinos Federico Delbonis e Maximo Gonzalez, atuais campeões do Brasil Open.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.