João Pires/Fotojump
João Pires/Fotojump

Duplista Marcelo Melo confirma presença no Rio Open 2019

Tenista mineiro disputará o torneio pelo sexto ano seguido no saibro do Jockey Club em fevereiro

Felipe Rosa Mendes, O Estado de S.Paulo

21 de dezembro de 2018 | 13h09

O brasileiro Marcelo Melo irá disputar o Rio Open, torneio da série ATP 500 disputado no Rio de Janeiro. Principal tenista de duplas do Brasil em 2018, o mineiro confirmou presença na competição que será disputada entre os dias 18 e 24 de fevereiro de 2019, no Jockey Club Brasileiro.

Marcelo, que iniciou sua trajetória no torneio na edição 2014, ainda não sabe se terá a companhia de Lukasz Kubot, parceiro de duplas na última temporada - o polonês de 36 anos ainda não confirmou se disputará o torneio. Os dois atuaram juntos nas edições 2017 e 2018, quando chegaram às quartas de final nas duas ocasiões.

Antes de atuar com Kubot, Melo teve como parceiro o espanhol David Marreiro, na sua estreia, quando obteve o seu melhor resultado - o vice-campeonato. No ano seguinte, atuou ao lado de Julian Knowle-AUS, e em 2016 teve como dupla o brasileiro Bruno Soares, com quem atua nos jogos da Copa Davis"O Rio Open é um torneio muito especial. Eu sempre fico muito contente em jogar no Rio", afirmou Melo

Melo e Soares, inclusive, atuarão juntos antes do Rio Open: integrarão o time do Brasil que enfretará a Bélgica no torneio de seleções de tênis, em busca de uma vaga no Grupo Mundial. Os jogos serão no ginásio Sabiazinho, em Uberlândia (MG), nos dias 1 e 2 de fevereiro.

"Muito feliz em mais uma vez ser convocado para fazer parte da equipe. Todos sabem a importância que dou para a Copa Davis, um orgulho enorme em defender o Brasil", ressaltou Melo.

O brasileiro de 35 anos e Lukasz Kubot já confirmaram a continuidade da parceria em 2019. Neste ano, conquistaram quatro torneios juntos: ATP 250 de Sydney, ATP 500 de Halle, ATP 500 de Pequim e Masters 1000 de Xangai. O brasileiro ainda ficou por 17 semanas no topo do ranking de duplas da entidade, além de mais 13 em 2017.

 
Notícias relacionadas
Mais conteúdo sobre:
tênisMarcelo MeloLukasz Kubot

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.