Divulgação/Site oficial Brasil Open
Divulgação/Site oficial Brasil Open

Dutra Silva e Sá avançam e se garantem nas semifinais de duplas do Brasil Open

Dupla supera Nicholas Monroe e Artem Sitek por 2 sets a 1

O Estado de S.Paulo

02 de março de 2017 | 15h58

Rogério Dutra Silva e André Sá estão classificados às semifinais da chave de duplas do Brasil Open. Nesta quinta-feira, eles avançaram no ATP 250 de São Paulo, disputado em quadras de saibro no Clube Pinheiros, ao superarem o norte-americano Nicholas Monroe e o australiano Artem Sitek por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/2), 2/6 e 10/6, em 1 hora e 55 minutos.

O primeiro set da partida teve 11 break points, sendo que cada dupla converteu dois, levando a definição da parcial para o tie-break, vencido por Dutra Silva e Sá. No segundo set, os brasileiros até conseguiram uma quebra de saque, mas como confirmaram o serviço apenas uma vez, acabaram sendo batidos por 6/2.

A definição da partida seguiu para o match tie-break. Sá e Dutra Silva, então, venceram cinco dos dez pontos disputados no serviço de Monroe e Sitek e fizeram 10/6, assegurando a passagem às semifinais do ATP 250 paulistano.

O passo seguinte para Dutra Silva e Sá garantirem presença na decisão do Brasil Open não será fácil. Afinal, eles terão que passar nas semifinais pela dupla que avançar na partida em que os italianos Fabio Fognini e Simone Bolelli, campeões do Aberto da Austrália em 2015, vão duelar com espanhol Pablo Carreño Busta e o uruguaio Pablo Cuevas, que levaram o título do Rio Open na semana passada e são cabeças de chave número 1 do Brasil Open.

Além de Sá e Dutra Silva, o Brasil ainda tem a chance de garantir a presença de mais um duplista nas semifinais do evento em São Paulo. Marcelo Demoliner e o australiano Marcus Daniell vão duelar nas quartas de final com o peruano Sergio Galdos e o chileno Hans Podlipnik-Castillo, em partida prevista para ser realizada nesta sexta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.