Dutra Silva festeja ponto, mas mantém cautela na Davis

Rogério Dutra Silva teve menos trabalho do que imaginava para faturar o primeiro ponto para o Brasil na repescagem da Copa Davis. Ele contou com a desistência do russo Igor Andreev, número 96 do ranking da ATP, quando vencia por 2 sets a 0, parciais de 6/2 e 6/1. Mas, para o brasileiro, o abandono não tirou o brilho de sua conquista.

NATHALIA GARCIA, Agência Estado

14 de setembro de 2012 | 18h25

"Apesar de ele ter desistido, o que importa para nós é a vitória. Deu para desfrutar e ainda saímos com o ponto. Não foi só o Rogério que ganhou hoje (sexta), toda a equipe tem uma parte e a torcida também", disse.

Rogerinho revelou que foi pego de surpresa pela contusão no ombro direito do adversário. Ainda assim, mostrou determinação e garantiu que estaria preparado para o que viesse pela frente.

"Fiquei surpreso porque, depois de certo tempo, ele começou a jogar um pouco mais curto. Eu não estava entendendo, não sabia se era tensão. Mas trabalhamos muito taticamente e poderia jogar uma ou três horas se precisasse", comentou.

Humilde, o tenista número 115 do mundo sabe que a sua vitória é apenas o começo da trajetória do Brasil na competição no saibro de São José do Rio Preto. E não descarta ter de entrar em quadra no domingo. "Agora é torcer pelos meninos e ver o que vai acontecer no dia a dia. Se precisar de mim no domingo, quero estar 200%", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.