Ed Jones/AFP
Ed Jones/AFP

Eliminada do US Open, Osaka planeja pausa na carreira: ‘Quando ganho, não me sinto feliz’

Tenista se tornou símbolo da luta pelo cuidado com a saúde mental após abandonar Roland Garros, em maio deste ano, e revelar luta contra depressão

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de setembro de 2021 | 02h17

NOVA YORK - A tenista japonesa Naomi Osaka foi eliminada na terceira rodada do US Open, nesta sexta-feira, 3, pela canadense Leylah Fernandez, 73° no ranking mundial. Em entrevista coletiva após a batalha de três sets, Osaka chorou e declarou que planeja fazer uma pausa no esporte. 

“Sinto que estou neste ponto em que estou tentando descobrir o que quero fazer. Honestamente, não sei quando vou jogar minha próxima partida de tênis”, disse. “Acho que vou dar uma pausa no jogo por um tempo.” 

Atual campeã do torneio e terceira no ranking mundial, Osaka começou a partida na frente, mas sofreu uma virada. O jogo na Arthur Ashe Stadium, principal quadra do Grand Slam americano, terminou com parciais de 5/7, 7/6 (2) e 6/4.

Em maio deste ano, a atleta abandonou Roland Garros e revelou sua luta contra a depressão, iniciada após o título de 2018 no US Open. O retorno de Osaka aos torneios ocorreu nos Jogos Olímpicos de Tóquio. A atleta, que acendeu a pira na cerimônia de abertura, foi eliminada na terceira rodada da competição. 

“Eu estava dizendo a mim mesma para ficar calma, mas acho que talvez esse seja um ponto de ebulição”, afirmou. “Recentemente, quando eu ganho, não me sinto feliz. Sinto mais um alívio. E quando eu perco, me sinto muito triste. Não acho que isso seja normal.”/REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.