Pascal Rossignol / Reuters
Pascal Rossignol / Reuters

Em Eastbourne, Djokovic jogará torneio preparatório para Wimbledon após sete anos

Diretor da competição demonstra alegria pela presença do número 4 do mundo

Estadão Conteúdo

21 de junho de 2017 | 11h26

Depois de sete anos, Novak Djokovic vai disputar uma competição preparatória para Wimbledon. O sérvio participará do Torneio de Eastbourne, na Inglaterra, após aceitar um convite dos organizadores do evento, que será disputado na próxima semana.

Desde 2010, o tenista número 4 do mundo, que foi eliminado do Roland Garros nas quartas de final por Dominic Thiem, não participa de um campeonato em quadras de grama entre os Grand Slams de Paris e Londres.

"Esta será a minha primeira vez em Eastbourne. Eu ouvi grandes coisas sobre o torneio. Estou procurando ajustar o meu jogo na grama até Wimbledon", declarou Djokovic em um comunicado divulgado pela organização do torneio britânico.

O diretor do evento, Gavin Fletcher, disse que ficou encantado em ter Djokovic na competição. "A qualidade das chaves masculina e feminina já é incrivelmente alta e a adição de Novak levará o evento a um nível ainda maior", comemorou.

Djokovic não vem brilhando nos últimos 12 meses, após ter se tornado, com a conquista da edição de 2016 de Roland Garros, o primeiro tenista a vencer os quatro Grand Slams de modo consecutivo desde Rod Laver em 1969.

Neste período, o sérvio perdeu a liderança do ranking da ATP para o britânico Andy Murray, foi derrotado em Wimbledon na terceira rodada pelo norte-americano Sam Querrey e caiu na segunda rodada do Aberto da Austrália para o usbeque Denis Istomin, além de ter caído em Roland Garros para Thiem, com direito a um "pneu" no seu revés em três sets.

No Torneio de Eastbourne, realizado na costa sul da Inglaterra, Djokovic vai se juntar a uma chave que também contará com o francês Gael Monfils, os norte-americanos John Isner e Steve Johnson e o espanhol Feliciano Lopez.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisNovak Djokovic

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.