Ennio Leanza/EFE
Ennio Leanza/EFE

Em evento beneficente na Suíça, Federer bate Murray e arrecada quase R$ 5 milhões

Evento reúne mais de 11 mil pessoas no ginásio em Zurique

Estadao Conteudo

10 de abril de 2017 | 18h46

Pela primeira vez em quadra após o título do Masters 1000 de Miami, nos Estados Unidos, há quase 10 dias, o suíço Roger Federer realizou nesta segunda-feira em Zurique, na Suíça, a terceira edição do "Match for Africa" (Jogo pela África), um evento beneficente organizado pela Fundação Roger Federer para arrecadar fundos para crianças do continente africano. No jogo-exibição contra o britânico Andy Murray, número 1 do mundo, vitória por 2 sets a 0 - com as parciais de 6/3 e 7/6 (8/6). Nos bastidores, uma arrecadação de 1,4 milhão de francos suíços (cerca de R$ 4,5 milhões).

O evento em Zurique reuniu mais de 11 mil pessoas no ginásio e a partida foi mais festiva do que propriamente jogada. Os dois tenistas protagonizaram alguns momentos engraçados - como um boleiro sacando, e cometendo uma dupla falta, para Andy Murray - e jogaram bons pontos. No final, Roger Federer ganhou sem fazer muito esforço.

Este foi o primeiro jogo entre os tenistas em 2017. Nos confrontos oficiais, o suíço leva vantagem por 14 a 11. Na temporada, Roger Federer já ganhou três títulos - Aberto da Austrália e os Masters 1000 de Indian Wells e de Miami - e está em quarto no ranking da ATP.

Na próxima semana, Andy Murray, que se recupera de lesão, participará do Masters 1000 de Montecarlo, no Principado de Mônaco. Já Roger Federer terá uma temporada curta no saibro, pois já afirmou que só jogará em Roland Garros, o segundo Grand Slam da temporada, no final de maio.

No próximo dia 29 será realizada a quarta edição do "Match for Africa", desta vez em Seattle, nos Estados Unidos. O adversário de Roger Federer será o norte-americano John Isner. Nas duas edições anteriores, os rivais do suíço foram o espanhol Rafael Nadal e o compatriota Stan Wawrinka.

Tudo o que sabemos sobre:
TênistênisRoger FedererAndy Murray

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.