Jean Christophe Verhaegen/AFP
Jean Christophe Verhaegen/AFP

Em final caseira, Tsonga bate Simon e é tricampeão em Metz

Número 17 do mundo faz 7/6 (5), 1/6 e 6/2 e se vinga de 2013

Estadão Conteúdo

27 de setembro de 2015 | 16h05

O Torneio de Metz, na França, teve uma final totalmente caseira neste domingo, e quem levou a melhor foi Jo-Wilfried Tsonga. O número 17 do mundo bateu Gilles Simon, décimo colocado no ranking da ATP, por 2 sets a 1, com parciais de 7/6(7/5), 1/6 e 6/2, dando o troco no rival pela derrota na final do mesmo campeonato em 2013.

"Estou muito feliz. O primeiro set foi muito difícil", comentou Tsonga após a vitória. "Jogar contra Gilles é desafiador, pois ele sempre devolve as bolas de volta para a minha quadra", acrescentou.

No primeiro set, Tsonga vacilou bastante, errando 20 pontos de forehand. Mesmo assim, salvou seis break points do adversário e conseguiu vencer o tie-break por 7 a 5.

Simon mostrou superioridade no segundo set ao abrir 5/0 e apenas administrou os dois últimos games. No entanto, Tsonga renasceu no último set e conquistou uma importante quebra em 3/1 para alcançar a vitória depois de 2 horas e 16 minutos.

Com o triunfo, Tsonga chega ao seu 12º título na carreira e ao tricampeonato em Metz - venceu em 2011 e 2012 -, confirmando a soberania dos donos da casa em Metz. Nos últimos sete anos, um tenista francês venceu o torneio em seis oportunidades.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.