STR / AFP
STR / AFP

Em jogo adiado, Sharapova abandona e Sabalenka avança à semifinal em Shenzhen

Jovem canadense volta a surpreender e elimina Venus em Auckland

Redação, Estadão Conteúdo

04 de janeiro de 2019 | 09h50

Em jogo adiado, por causa da chuva, a russa Maria Sharapova e a bielo-russa Aryna Sabalenka enfim entraram em quadra nesta sexta-feira, pelas quartas de final do Torneio de Shenzhen, na China. E a partida não durou muito tempo. A ex-número 1 do mundo abandonou após estar perdendo por 6/1 e 4/2 e garantiu Sabalenka nas semifinais.

Sharapova deixou a quadra após 1h18min de confronto em razão de dores musculares na coxa direita. A veterana, de 31 anos, atual 29ª do ranking, teve dificuldades em quadra desde o início do duelo e já havia sofrido quatro quebras de saque até então. Sabalenka, de 20 anos, é a atual 13ª do mundo e vem em boa fase desde o fim da temporada passada.

Cabeça de chave número 1, a tenista bielo-russa vai enfrentar na semifinal a local Yafan Wang, que superou também nesta sexta a romena Monica Niculescu por 2 sets a 1, com parciais de 2/6, 7/6 (7/4) e 6/1, em 2h20min de partida.

As duas tenistas não haviam entrado em quadra na quinta, quando a chuva atrapalhou toda a programação do dia e adiou os duelos das quartas de final para esta sexta. Já os demais jogos chegaram a ser iniciados antes do mau tempo.

Foi o caso do triunfo da norte-americana Alison Riske sobre a romena Sorana Cirstea por 7/5 e 6/1. E também o caso da vitória da russa Vera Zvonareva sobre a compatriota Veronika Kudermetova por 4/6, 7/5 e 6/3. Riske e Zvonareva vão se enfrentar na outra semifinal da competição chinesa. As duas semis serão disputadas somente no sábado.

Jovem canadense volta a surpreender e elimina Venus em Auckland

Em um clássico duelo de gerações, a jovem canadense Bianca Andreescu voltou a surpreender nesta sexta-feira e, desta vez, eliminou a veterana Venus Williams no Torneio de Auckland, na Nova Zelândia. A tenista de apenas 18 anos derrotou a norte-americana de 38 pelo placar de 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (1/7), 6/1 e 6/3, em 2h24min.

Andreescu, 152ª do mundo, já havia surpreendido na rodada anterior ao despachar outra ex-número 1 do mundo, a dinamarquesa Caroline Wozniacki. Como aconteceu naquele jogo, a canadense precisou superar uma gripe para vencer em quadra. Além disso, ela vinha reclamando de dores nas costas nas últimas semanas.

"Eu acredito que tudo é possível e, nesta noite, eu fiz o impossível", comemorou Andreescu, que veio do qualifying do torneio. "Meu objetivo era apenas entrar na chave principal e, talvez, vencer alguns jogos. Mas agora eu venci jogadores de nível Top. Então, quem sabe? Eu acredito em mim até o fim. Eu lutei muito e realmente gostei do meu desempenho."

O duelo entre a novata e a veterana foi marcado por dificuldades no saque. Venus cometeu seis duplas faltas, enquanto Andreescu falhou em sete serviços. Irregular no serviço, a ex-líder do ranking (atual 39ª) enfrentou 18 break points: salvou nove e sofreu nove quebras em toda a partida. Já a canadense sofreu cinco quebras em 11 breaks.

Em uma semifinal de nível WTA pela primeira vez na carreira, Andreescu enfrentará na sequência a taiwanesa Su-Wei Hsieh, terceira cabeça de chave. A favorita venceu nesta sexta a espanhola Sara Sorribes Tormo por 6/3 e 6/2.

Outra candidata ao título a entrar em quadra foi a alemã Julia Görges. A segunda cabeça de chave e atual campeã do torneio neozelandês precisou salvar um match point para vencer a canadense Eugenie Bouchard por 3/6, 6/3 e 7/6 (8/6).

A tenista da Alemanha vai enfrentar na semifinal a eslovaca Viktoria Kuzmova, que bateu a norte-americana Amanda Anisimova por 2 a 1, com parciais de 6/3, 2/6 e 6/4.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.