Jean-Francois Monier/AFP
Jean-Francois Monier/AFP

Em pausa após conquistar Roland Garros, Nadal dá largada nas 24h de Le Mans

Tenista acompanha evento com presença de personalidades do esporte a motor

Estadão Conteúdo

16 Junho 2018 | 12h58

O espanhol Rafael Nadal, número um do ranking da ATP, depois de erguer pela 11ª vez o troféu de Roland Garros, deu uma pausa nas quadras e neste sábado aproveitou o momento de descanso para acompanhar as 24h de Le Mans.

+ Gasquet bate grego e avança à semi na Holanda

+ Confira mais notícias de tênis

O tenista foi convidado pelos organizadores para dar a largada em uma das corridas mais tradicionais do mundo. A 86ª edição do evento ocorre neste final de semana e conta com a presença dos pilotos campeões do mundo na Fórmula 1 Fernando Alonso e Jenson Button, entre os 180 competidores.

Alonso e Button, que já foram companheiros de McLaren, disputam a prova na França pela primeira vez. O espanhol deu uma pausa na atual temporada da Fórmula 1 e corre pela Toyota em Le Mans. O britânico defende a SMP.

Alonso saiu na pole graças ao seu companheiro de equipe Kazuki Nakajima, que fez o tempo mais rápido no classificatório. Completa o trio, o francês Sébastien Buemi, que já passou pela Fórmula 1 e atualmente disputa a Fórmula E.

Button atualmente compete em uma categoria Gran Turismo no Japão e divide o carro com outro ex-piloto de Fórmula 1, o russo Vitaly Petrov. O trio da SMP ainda conta com outro russso, Mikhail Aleshin, que já correu pela Fórmula Indy.

Já Nadal, depois de conquistar o título do Grand Slam de Paris, optou por descansar e desistiu do Torneio de Queen´s, um dos principais preparatórios para Wimbledon, em Londres. O espanhol não revelou detalhes sobre sua condição física. Porém, na final de Roland Garros, no último domingo, ele precisou de atendimento médico em quadra no terceiro set do jogo contra o austríaco Dominic Thiem. Ele reclamava de dores no braço esquerdo, principalmente no dedo médio.

Nos últimos dois meses, Nadal disputou cinco torneios e venceu quatro deles, todos no saibro. Foram 25 partidas e apenas uma derrota, no Masters 1000 de Madri, justamente para Thiem, a quem o espanhol derrotou na final de Roland Garros. Nadal não revelou em qual torneio fará o seu retorno.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.