Adrian Dennis/AFP
Adrian Dennis/AFP

Em Wimbledon, Marcelo Melo luta pelo segundo Grand Slam

Brasileiro e parceiro Ivan Dodig vão estrear contra argentinos

Nathalia Garcia , O Estado de S. Paulo

28 de junho de 2015 | 09h00

Levantar o troféu de Wimbledon na quadra central do tradicional All England Club volta a ser o objetivo de todo tenista de elite a partir desta segunda-feira. A grama passará a ser castigada até conhecer os seus novos campeões, no dia 12 de julho. Esse caráter de templo sagrado ainda encanta os atletas, e um dos enfeitiçados pelo torneio é o brasileiro Marcelo Melo. “Quando estou jogando o meu torneio favorito, tudo fica mais tranquilo. Minha motivação aumenta naturalmente, ainda mais por me sentir confortável naquele lugar.”

Depois de bater na trave em Wimbledon em 2013 e escrever seu nome na história de Roland Garros com a conquista nas duplas ao lado do croata Ivan Dodig este ano, o brasileiro espera engatar o seu segundo título de Grand Slam seguido. Para isso, repetirá a estratégia adotada em Paris e descartará a disputa de duplas mistas. 

Wimbledon será a estreia de Melo nos torneios de grama na temporada, visto que a lesão de Thomaz Bellucci o impediu de disputar o preparatório Torneio de Nottingham. Acompanhado do preparador físico e do técnico, o tenista mineiro acredita que a transição de pisos não será um problema. “Tive quase dez dias para treinar na grama, tempo suficiente para me adaptar ao piso. Estou fazendo bons treinos, fazendo ajustes no jogo para a grama.”

A estreia de Melo e Dodig será contra os argentinos Leonardo Mayer e Diego Schwartzman. Nas duplas, o Brasil contará com mais cinco representantes: Bruno Soares, André Sá, Thomaz Bellucci, João Souza e Marcelo Demoliner.

Na chave de simples, Bellucci terá um grande desafio logo na estreia. O sorteio colocou o espanhol Rafael Nadal, campeão de Wimbledon em 2008 e 2010, em seu caminho. Os dois tenistas já se encontraram quatro vezes, e o brasileiro levou a pior em todos os confrontos. A sua esperança é a má fase vivida pelo ex-número 1 do mundo. 

Pela primeira vez na chave principal do Grand Slam, João Souza, o Feijão, enfrentará o colombiano Santiago Giraldo. Atual campeão, o sérvio Novak Djokovic iniciará a defesa do seu título diante do alemão Philipp Kohlschreiber.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.