Frank Franklin II / AP
Frank Franklin II / AP

Emma Raducanu e Maria Sakkari vão disputar uma vaga na final feminina do US Open

A outra semifinal será entre Leylah Fernandez, do Canadá, e Aryna Sabalenka, de Belarus

Redação, Estadão Conteúdo

08 de setembro de 2021 | 22h51

A britânica Emma Raducanu e a grega Maria Sakkari vão disputar, nesta quinta-feira, uma das semifinais do US Open, o último Grand Slam do ano. Nesta quarta-feira, em Nova York, Raducanu eliminou a suíça campeã olímpica Belinda Bencic, enquanto Sakkari bateu a checa Karolina Pliskiva. A outra vaga na final será definida no confronto entre Leylah Fernandez, do Canadá, e Aryna Sabalenka, da Belarus.

Raducanu, de 18 anos, número 150 do mundo, venceu Bencic ,por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4, em 1h25 de partida. Esta foi a oitava vitória da tenista no torneio, pois ela iniciou a disputa no qualificatório. A britânica venceu os 18 sets que disputou na competição.

No primeiro set, Bencic abriu 2 a 0, mas não resistiu ao forte ritmo imposto por Raducanu, que buscou a igualdade em 3 a 3 e fechou o set com mais três games. No segundo set, Bencic quase obteve uma qeubra de saque no segundo game, mas acabou tendo o serviço quebrado no quinto game, garantindo a vantagem da tenista britânica até o fim da disputa.

Na outra partida das quartas de final, Maria Sakkari, 18º do ranking, precisou de 1h20 para derrotar a checa Karolina Pliskova, com um duplo 6/4. A grega já repete seu melhor resultado em um Grand Slam, pois também alcançou a semifinal em Roland Garros neste ano.

Com um saque preciso, Sakkari venceu o primeiro set. No segundo, a grega foi sólida no fundo de quadra e soube pressionar a adversária em momentos decisivos para vencer o difícil duelo.

MASCULINO 

O alemão Alexander Zverev garantiu vaga na semifinal do US Open, ao derrotar o sul-africano Lloyd Harris, 46º do ranking, por 7/6 (8/6), 6/4 e 6/4, em 2h05 de partida. O campeão olímpico em Tóquio, número 4 do mundo, somou a 16ª vitória consecutiva na temporada.

Vice-campeão do torneio no ano passado, Zverev alcançou sua quarta semifinal de Grand Slam na carreira, ao perder apenas um set no torneio. Já Harris, de 24 anos, teve sua melhor participação em Grand Slam.

O primeiro set foi muito disputado. Zverev perdeu os três primeiros break-points e teve o serviço quebrado. Harris teve o saque, quando vencia por 5 a 3, mas cometeu vários erros, inclusive desperdiçou um set-point durante o tie-break, quando vencia por 6 a 5.

Zverev foi bem no saque no segundo set e aproveitou a única chance de quebra para abrir 2 sets a 0, apesar de revelar dores lombares. Mesmo assim, o alemão manteve ritmo forte e abriu 4 a 0 no terceiro set. Harris diminuiu para 4 a 3, mas não teve forças para impedir a vitória de Zverev.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.