Equipe do Brasil aprova quadra alemã na Copa Davis

Os tenistas brasileiros aprovaram a quadra na cidade alemã de Ulm, que receberá o confronto entre Brasil e Alemanha, de sexta-feira a domingo, pelos playoffs do Grupo Mundial da Copa Davis. Segundo os membros da equipe, o piso é mais lento do que eles esperavam, o que favorece o estilo de jogo dos representantes do País.

AE, Agência Estado

11 de setembro de 2013 | 20h05

"A quadra está boa, está mais lenta do que a gente esperava. As condições, para mim, estão perfeitas. Acho que nós temos que aproveitar muito bem", afirmou Marcelo Melo. "A quadra está lenta, as condições estão excelentes e a bola é boa. Está bem melhor do que a gente esperava", concordou seu companheiro nas duplas, Bruno Soares.

"As condições estão boas para jogar. Óbvio que tem um momento de adaptação, mas a cada dia o pessoal está treinando melhor. Na sexta-feira, a gente precisa começar com tudo para tentar sair com a vitória no domingo", afirmou Rogério Dutra Silva, que voltou a ser convocado para defender o Brasil na Copa Davis após um ano.

Número 127 do mundo, Rogério Dutra Silva defenderá o Brasil nos jogos de simples, junto com Thomaz Bellucci, que ocupa a 116ª posição no ranking. No lado alemão, a equipe tem Philipp Kohlschreiber e Florian Mayer, respectivamente na 25ª e 44ª colocações na lista da ATP, além dos duplistas Daniel Brands e Martin Emmrich.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisCopa Davis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.