Manu Fernandez/AP
Manu Fernandez/AP

Espanha e República Checa vencem e decidem a Davis

Atual campeã, equipe espanhola confirma a vaga depois de vencer Israel na partida de duplas

AE, Agencia Estado

19 de setembro de 2009 | 14h53

Atual campeã e com três títulos da competição, a Espanha confirmou neste sábado a sua participação na segunda final consecutiva da Copa Davis. Depois de vencer a Argentina na decisão do ano passado, os espanhóis chegaram novamente à final com a vitória nas duplas, que fez 3 a 0 no confronto contra Israel. Na disputa pelo título, a Espanha encontrará a República Checa, que eliminou a Croácia.  

 

Veja também:

especialTodas as notícias sobre a Copa Davis de tênis

Após vitórias de David Ferrer e Juan Carlos Ferrero na sexta-feira, a Espanha estava a um triunfo da classificação. Neste sábado, a dupla formada por Feliciano López e Tommy Robredo teve um início de jogo complicado contra os israelenses Jonathan Erlich e Andy Ram, mas conseguiu controlar a partida para vencer por 3 sets a 1, com parciais de 7/6 (8/6), 6/7 (7/9), 6/4 e 6/2, em 3h47 de jogo.

Os checos, por sua vez, também conquistaram a vaga no jogo de duplas, mas com mais facilidade. À frente no confronto diante da Croácia, com as vitórias de Radek Stepanek e Tomas Berdych na sexta, os dois tenistas voltaram à quadra para duelar contra os croatas Marin Cilic e Lovro Zovko. Stepanek e Berdych precisaram de apenas 2h16 para vencer por 3 sets a 0, com parciais de 6/1, 6/3 e 6/4.

A decisão do Grupo Mundial da Copa Davis será disputada entre os dias 4 e 6 de dezembro, na Espanha. O local e o piso, porém, ainda serão escolhidos pelos espanhóis. Enquanto a Espanha busca o quarto título da competição, a República Checa chega à decisão pela primeira vez desde a unificação política. Antes, disputou a final por duas vezes, ainda como Checoslováquia, e venceu em 1980.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.