Espanha minimiza desfalques e faz mistério na Copa Davis

Técnico da equipe não poderá contar com nomes como o do vice-líder do ranking da ATP, Rafael Nadal, além de Ferrer e Robredo

FELIPE ROSA MENDES E NATHALIA GARCIA, O Estado de S. Paulo

09 de setembro de 2014 | 13h09

O capitão da Espanha na Copa Davis, Carlos Moyá, minimizou nesta terça-feira os desfalques de peso que a equipe sofreu antes do duelo contra o Brasil, em busca da vaga no Grupo Mundial. Para o confronto do próximo fim de semana, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, Moyá não poderá contar com nomes como o do vice-líder do ranking da ATP, Rafael Nadal, além de David Ferrer e Tommy Robredo, todos ausentes por questões físicas.

Sem eles, Moyá apostará em Roberto Bautista Agut, Marcel Granollers e Pablo Andújar, que vivem boa fase no circuito mundial do tênis. "Os jogadores não estão disponíveis por várias circunstâncias, por não estarem se sentindo em boas condições para jogar. Mas estou feliz com esta equipe que temos. É forte e capacitada para competir", ponderou o experiente capitão espanhol.

Mas, mesmo com estes nomes, Moyá está enfrentando problemas de lesão. Granollers, cotado para jogar simples e duplas, se recupera de dores no punho esquerdo. Andújar também não está 100% - desistiu na segunda rodada do US Open há menos de duas semanas. Apesar disso, os dois se mostram confiantes em estar em quadra a partir de sexta-feira.

"Tenho um pouco de dor no punho esquerdo. Mas estamos evoluindo bem e estou disponível para o capitão", declarou Granollers. "Abandonei o US Open por um problema, mas estou evoluindo bem, como o Marcel, estou me sentindo bem. A decisão será do capitão", disse Andújar, sem revelar qual é o seu problema físico.

Diante destas dúvidas, Moyá faz mistério e não confirma quem serão os jogadores de simples e duplas para não facilitar a estratégia da equipe brasileira. "Eu prefiro não compartilhar essa informação. Vamos colocar a melhor equipe com chances de vencer", desconversou.

Apesar do mistério, é provável que Moyá escale Bautista Agut, atual número 15 do mundo, e Andújar, 44º do ranking, para os dois jogos de simples da sexta-feira. Ele poderá fazer alterações no domingo, dependendo da recuperação de Granollers, cotado inicialmente para jogar em simples.

Por causa das dores no punho, ele é dúvida até para a partida de duplas, no qual é especialista. Antes da lesão, eram grandes as chances de Granollers jogar ao lado de Marc López, com quem foi vice-campeão de Roland Garros e do US Open, no fim de semana passado. Se não estiver recuperado até sábado, López deverá atuar com David Marrero, outro grande duplista do circuito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.