'Eu não quero treinar mais', diz Mauresmo sobre adeus

Ex-número 1 do ranking mundial e campeã de dois torneios de Grand Slam, a francesa Amelie Mauresmo anunciou nesta quinta-feira o seu adeus ao tênis profissional. Ao justificar a decisão, a jogadora admitiu que não tem mais vontade de continuar atuando em alto nível.

AE-AP, Agência Estado

03 de dezembro de 2009 | 10h06

Veja também:

linkAmelie Mauresmo anuncia adeus ao tênis profissional

A tenista, de 30 anos, que encerrou a temporada na 21.ª posição do ranking mundial, se cansou da desgastante rotina que o tênis profissional exige. "Eu não quero treinar mais", disse Mauresmo, às lágrimas, durante entrevista coletiva. "Eu tinha de tomar uma decisão, que se tornou evidente nos últimos meses e semanas. Quando você envelhece, é mais difícil permanecer no topo", acrescentou.

Dona de 25 títulos de simples no circuito profissional da WTA, sendo um do Aberto da Austrália e outro de Wimbledon, ambos obtidos em 2006, Mauresmo se mostrou satisfeita com o que já alcançou em sua carreira. "É um pouco triste, mas essa é a decisão certa", disse. "Tive sorte de ter uma carreira excepcional e por ter vivido experiências muito fortes dentro de quadra."

Além dos dois títulos de Grand Slam, Mauresmo foi vice-campeã olímpica em 2004, nos Jogos de Atenas, pouco antes de assumir o topo do ranking mundial em setembro daquele mesmo ano. Ela vinha atuando como profissional desde 1993.

Mauresmo disputou o seu último jogo no circuito da WTA na segunda rodada do US Open deste ano, quando perdeu para a canadense Aleksandra Wozniak por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/0, em Nova York.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisAmelie MauresmoaposentadoriaWTA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.