EUA vencem nas duplas e reduzem vantagem espanhola

Os Estados Unidos reagiram na semifinal da Copa Davis e venceram a Espanha na partida de duplas, disputada neste sábado, no saibro de Gijón. Os irmãos Bob e Mike Bryan confirmaram o favoritismo contra Marcel Granollers e Marc Lopez pelo placar de 3 sets a 1, com parciais de 6/3, 3/6, 7/5 e 7/5, em 3h38min.

AE, Agência Estado

15 de setembro de 2012 | 13h14

Com a vitória, a equipe norte-americana evitou uma vitória antecipada dos espanhóis na série melhor-de-cinco jogos. Como venceu as duas partidas de simples, na sexta-feira, a Espanha só precisa de mais um triunfo para avançar à final da Davis - Argentina e República Checa decidem a outra vaga na decisão.

A definição do duelo entre americanos e espanhóis ficará para domingo, quando David Ferrer e John Isner farão um confronto de tenistas Top 10. O americano precisará vencer a partida para levar a definição para o quinto jogo, que envolverá Nicolas Almagro e Sam Querrey.

O jogo de duplas deste sábado foi marcado pelo embate do favoritismo dos irmãos Bryan com a garra espanhola, abastecida pela fanática torcida local. Granollers e Lopez chegaram a dificultar a vida dos americanos, mas não puderam impedir a derrota. O primeiro disputou a maior parte da partida com dores na panturrilha, que chegaram a exigir atendimento médico ao fim do segundo set.

Longe da melhor forma física, a dupla espanhola assustou com suas 80 bolas vencedoras, mas neutralizou seus acertos com seus 74 erros não forçados (contra apenas 26 dos rivais). Mais concentrada, a parceria americana foi mais consistente nas últimas duas parciais e fechou o jogo.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisCopa DavisEspanhaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.