Gordon Harnols/AFP
Gordon Harnols/AFP

Ex-tenista Bob Hewitt é condenado a 6 anos de prisão por estupro

Ele teria abusado de menores de idade entre 1980 e 1990

Peroshni Govender, REUTERS

18 de maio de 2015 | 10h07

O ex-campeão de duplas de torneios do Grand Slam de tênis Bob Hewitt foi condenado a 6 anos de prisão por uma corte sul-africana nesta segunda-feira, após ser considerado culpado por dois casos de estupro e uma acusação de abuso sexual de menores, relatou a mídia local.

O australiano, de 75 anos, foi considerado culpado por abusar de três meninas menores de idade na época que treinava crianças na África do Sul nos anos 1980 e 1990.

Antes da sentença, Hewitt apelou para a corte levar em consideração seus problemas de saúde, e disse ter recebido ameaças anônimas de agressão caso fosse preso, relatou a Talk Radio 702. Hewitt também disse à corte que sofreu um derrame em 2010 e um ataque cardíaco em 2011.

Hewitt ganhou nove Grand Slams de duplas e seis Grand Slam de duplas mistas. O tenista também chegou às semifinais de simples do Aberto da Austrália três vezes, e ganhou a Copa Davis em 1974.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisBob Hewittestupro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.