Favorito, Thomaz Bellucci é eliminado por Santiago Giraldo em Auckland

Tenista número 1 do Brasil perdeu por 2 sets a 0 e deu adeus à competição nas quartas de final

AE, Agência Estado

13 de janeiro de 2011 | 08h53

O brasileiro Thomaz Bellucci não conseguiu comprovar o seu favoritismo nesta quinta-feira, nas quartas de final do Torneio de Auckland, e deu adeus à competição preparatória para o Aberto da Austrália, primeiro Grand Slam do ano, que começa na próxima segunda-feira. O tenista número 1 do País e 31.º do mundo caiu diante do colombiano Santiago Giraldo, atual 64.º do ranking, 2 por sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/4.

O resultado foi decepcionante também pelo fato de que Bellucci desperdiçou grande chance de avançar à semifinal já em seu primeiro torneio sob o comando de Larri Passos, ex-técnico de Gustavo Kuerten, e poderia encarar o espanhol David Ferrer, cabeça de chave número 1 e sétimo colocado da ATP.

Ferrer assegurou lugar na semifinal ao bater o alemão Philipp Kohlschreiber por 2 sets a 1, com 6/3, 6/7 (4/7) e 6/3, e agora se prepara para encarar Giraldo.

A outra semifinal do ATP 250 disputado na Nova Zelândia será entre o argentino David Nalbandian e o espanhol Nicolas Almagro, cabeça de chave número 2. O primeiro deles se classificou ao bater o norte-americano John Isner por 2 sets a 0, com 6/4 e 7/6 (7/3), enquanto o tenista da Espanha superou o francês Adrian Mannarino por 2 a 1, com 7/6 (7/3), 6/7 (1/7) e 6/2.

Apesar da motivação e a confiança que exibia antes das quartas de final, Bellucci amargou nesta quinta-feira a sua terceira derrota em quatro jogos com Giraldo. A única vitória do brasileiro aconteceu em 2007, no Torneio de Bogotá, na Colômbia. Curiosamente, as outras duas derrotas para o colombiano foram em jogos no Brasil disputados em Sorocaba (SP). O primeiro em 2006, quando o tenista ainda iniciava a sua carreira profissional, e o segundo em 2008, pela Copa Davis.

Nesta quinta, Bellucci se tornou uma presa relativamente fácil para Giraldo no primeiro set em muito por causa da ineficiência do seu saque. Apesar de ter conseguido vencer um game no serviço do adversário, ele ganhou apenas 50% dos pontos que disputou quando usou o primeiro saque no set inicial. Para completar, o brasileiro amargou três quebras de saque que foram decisivas para o placar de 6/2 na primeira parcial.

Já no segundo set, Bellucci evoluiu no saque, com o qual ganhou 62% dos pontos que disputou com o seu primeiro serviço, mas foi superado na única oportunidade de quebra que o colombiano teve nesta parcial. O brasileiro ainda desperdiçou a única chance que teve de ganhar no saque de Giraldo, que assim encaminhou a sua vitória sem maiores problemas.

Eliminado em Auckland, Bellucci agora espera pela definição do seu adversário na estreia do Aberto da Austrália, em sorteio agendado para esta quinta-feira à noite.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.