Mast Irham/EFE
Mast Irham/EFE

Favoritos, Nadal, Federer e Murray vencem fácil no Aberto da Austrália

Trio precisa apenas de três sets para confirmar vaga nas quartas-de-final

Agência Estado

18 de janeiro de 2014 | 11h21

MELBOURNE - Os principais candidatos ao título da chave masculina do Aberto da Austrália de tênis que entraram em quadra neste sábado confirmaram o favoritismo. O espanhol Rafael Nadal, o britânico Andy Murray e o suíço Roger Federer venceram suas partidas em três sets e se classificaram às oitavas de final.

Nadal, o número 1 do mundo, avançou ao derrotar o francês Gael Monfils, 32º colocado no ranking da ATP, por 3 sets 0, com parciais de 6/1, 6/2 e 6/3, em 2 horas e 13 minutos. O espanhol foi soberano no primeiro set diante de Monfils, começando a partida com uma quebra de saque no primeiro game e conseguindo mais duas para vencer por 6/1. Na segunda parcial, Monfils resistiu até o sexto game, quando perdeu o seu saque. E a quebra de serviço se repetiu no oitavo game, para Nadal fechar a parcial em 6/2.

O terceiro set foi o mais equilibrado da partida, com Monfils adotando postura agressiva. Mas Nadal conseguiu uma quebra de serviço no oitavo game e em seguida confirmou o seu saque para vencer a parcial em 6/3 e o jogo por 3 sets a 0. Classificado às oitavas de final do Aberto da Austrália, o espanhol terá agora pela frente o japonês Kei Nishikori, número 17 do mundo, que bateu o norte-americano Donald Young, 91º colocado no ranking, por 3 sets a 0, com parciais de 7/5, 6/1 e 6/0.

Atual número 6 do mundo, Federer segue vivo na luta pelo seu quinto título do Aberto da Austrália após derrotar o russo Teymuraz Gabashvili, número 79 do mundo, por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/2 e 6/3, em 1 hora e 41 minutos. Com a vitória, o suíço se classificou pela 13ª vez consecutiva para as oitavas de final em Melbourne - as únicas vezes em que não avançou foram nas suas duas primeiras participações no torneio, em 2000 e 2001.

Neste sábado, Federer conseguiu se safar nas cinco oportunidades que Gabashvili teve para quebrar o seu saque e converteu cinco dos 14 break points que obteve para vencer a partida. O suíço terminou o jogo com 35 winners e 18 erros não-forçados contra 33 equívocos e 27 bolas vencedoras do tenista russo. Nas oitavas de final, Federer vai encarar o francês Jo-Wilfried Tsonga, número 10 do mundo, que derrotou o compatriota Gilles Simon, 19º colocado no ranking, por 3 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/5), 6/4 e 6/2, em 1 hora e 53 minutos.

Federer e Tsonga já se enfrentaram 13 vezes, com nove vitórias do suíço. Em torneios do Grand Slam, cada um triunfou duas vezes, sendo que o suíço ganhou os dois confrontos realizados no Aberto da Austrália, em 2010 e 2013.

Vice-campeão do Aberto da Austrália em 2010 e no ano passado, Andy Murray, número 4 do mundo, se garantiu nas oitavas de final ao derrotar o espanhol Feliciano Lopez, 27º colocado no ranking, por 3 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/2), 6/4 e 6/2, em 2 horas e 15 minutos.

No primeiro set, Murray perdeu o seu saque no game inicial, mas devolveu a quebra de serviço em seguida. Depois, triunfou no tie-break. Embalado, Murray conseguiu uma quebra de saque no primeiro game da segunda parcial, o que foi decisivo para sua vitória por 6/4. Já o terceiro set foi o mais fácil para o britânico, que venceu por 6/2 ao converter dois break points.

Nas oitavas de final, Murray vai encarar o francês Stephane Robert, em um duelo inédito. Derrotado na última rodada do qualifying, Robert herdou a vaga do alemão Phillip Kohlschreiber na chave principal e fez história neste sábado ao se tornar o primeiro lucky-loser a se classificar às oitavas de final do Aberto da Austrália. Para isso, o número 119 do mundo derrotou o eslovaco Martin Klizan, 106º colocado no ranking, por 3 sets a 0, com parciais de 6/0, 7/6 (7/2) e 6/4.

OUTROS CLASSIFICADOS

O búlgaro Grigor Dimitrov alcançou a melhor campanha da sua carreira em um torneio do Grand Slam ao se classificar às oitavas de final do Aberto da Austrália. Neste sábado, o número 22 do mundo derrotou o canadense Milos Raonic, 11º colocado no ranking, por 3 sets a 1, com parciais de 6/3, 3/6, 6/4 e 7/6 (12/10), em 2 horas e 35 minutos.

Em busca de uma vaga nas quartas de final, Dimitrov vai encarar o espanhol Roberto Bautista Agut, algoz do argentino Juan Martin del Potro. Neste sábado, o número 62 do mundo avançou ao derrotar o francês Benoit Paire por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/1 e 6/4.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.