Daniel Vorley/Divulgação
Daniel Vorley/Divulgação

Favoritos, Soares e Peya perdem na estreia no Brasil Open

Campeões em 2013, brasileiro e austríaco perderam de virada para a dupla do italiano Paolo Lorenzi e o argentino Diego Schwartzman

Estadão Conteúdo

11 de fevereiro de 2015 | 21h05

Maior esperança de título da torcida local no Brasil Open, Bruno Soares foi eliminado logo em sua estreia na chave de duplas. Ao lado do austríaco Alexander Peya, o brasileiro caiu diante do italiano Paolo Lorenzi e do argentino Diego Schwartzman, de virada, por 2 a 1, com parciais de 6/4, 4/6 e 10/8.

Soares e Peya, campeões em 2013, repetiram o desempenho do ano passado, quando também entraram na chave como favoritos, mas decepcionaram a torcida e perderam na estreia. Os dois dividem atualmente a 11ª colocação do ranking individual de duplas da ATP.

Favoritos e contando com total apoio da torcida no Ginásio do Ibirapuera, Soares e o austríaco começaram mal a partida ao levarem uma quebra de saque no início. Mas reagiram rápido e logo viraram o marcador, garantindo o set inicial.

Na segunda parcial, lideraram o placar durante a maior parte dos games. Desta vez, porém, não conseguiram sustentar a vantagem e viram os rivais empatarem o duelo. No equilibrado super tie-break, Lorenzi e Schwartzman foram ligeiramente melhores e conquistaram o triunfo.

Nas quartas de final, italiano e argentino vão enfrentar o espanhol Pablo Andujar e o austríaco Oliver Marach, que eliminaram nesta quarta os espanhóis Pablo Carreño Busta e Daniel Gimeno-Traver por 7/6 (7/4) e 6/4. Soares não foi o único brasileiro eliminado nesta quarta. Antes dele, a dupla formada por Marcelo Demoliner e Rogério Dutra Silva caíram diante dos colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah por 7/6 (7/5), 4/6 e 10/6.

Já André Sá e João Souza, o Feijão, avançaram na chave de duplas ao vencerem os argentinos Maximo Gonzalez e Juan Monaco por 7/6 (7/4) e 7/6 (7/3). Nas quartas, eles vão enfrentar os checos Frantisek Cermak e Jiri Vesely. As esperanças, contudo, recaem sobre Marcelo Melo. Melhor brasileiro do ranking de duplas, ele vai encarar, ao lado do austríaco Julian Knowle, os argentinos Carlos Berlocq e Leonardo Mayer.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.