Fabrice Coffrini/AFP
Fabrice Coffrini/AFP

Federer atropela holandês e garante Suíça na elite da Davis

Tenista atuou em duas das três vitórias do País na competição

Estadão Conteúdo

20 de setembro de 2015 | 10h00

Roger Federer mostrou um pouco de sua categoria no duelo diante da Holanda pela repescagem do Grupo Mundial da Copa Davis, em Genebra. O número 2 do mundo foi fundamental para que a Suíça fechasse o confronto, atuando em duas das três vitórias do país. A última aconteceu neste domingo, quando ele passou por Thiemo de Bakker por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/2 e 6/4.

Federer já havia batido Jesse Huta Galung na última sexta, enquanto Stan Wawrinka garantiu o outra ponto da Suíça justamente contra De Bakker. Nas duplas, os holandeses marcaram seu único ponto, quando Matwe Middelkoop e De Bakker passaram por Federer e Marco Chiudinelli.

Contra o número 144 do mundo, Federer não teve maiores dificuldades para confirmar seu favoritismo neste domingo. Com o apoio da torcida da casa, o tenista nem precisou atuar em seu mais alto nível, chegou a errar em diversos momentos quando tinha o saque, mas aproveitou quatro das 11 oportunidades que teve para quebrar o adversário e arrancar para o triunfo.

O resultado deixou a vantagem da Suíça em 3 a 1, com apenas mais uma partida para ser disputada. O duelo entre Henri Laaksonen e Tim van Rijthoven, aliás, servirá apenas para cumprir a tabela.

OUTROS RESULTADOS

Outros três países já venceram seus confrontos pela repescagem e confirmaram a vaga no Grupo Mundial. A República Checa passou pela Índia, a Itália derrotou a Rússia e os Estados Unidos bateu o Usbequistão. Já a Eslováquia arrancou o empate diante da Polônia.

Mesmo em Nova Délhi, os checos garantiram o 3 a 1 contra a Índia neste domingo, graças ao tranquilo triunfo de Jiri Vesely por 3 sets a 0 sobre Yuki Bhambri, com parciais de 6/3, 7/5 e 6/2. Desta forma, os dois países decidiram nem realizar a quinta partida, entre Somdev Devvarman e Lukas Rosol.

Quem também venceu em três sets foi Fabio Fognini, que ignorou a pressão da torcida russa em Irkutsk e passou por Teymuraz Gabashvili com parciais de 7/6 (7/4), 6/3 e 7/6 (7/5). Já Jack Sock fez 3 sets a 1 sobre Denis Istomin (6/2, 2/6, 6/4 e 6/4) para garantir o triunfo norte-americano.

Em Gdynia, na Polônia, Martin Klizan venceu pela segunda vez e empatou o duelo para a Eslováquia em 2 a 2. Neste domingo, o número 36 do mundo derrotou Jerzy Janowicz por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 7/6 (7/4) e 6/3. Agora, a vaga no Grupo Mundial será decidida entre Michal Przysiezny e Norbert Gombos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.