Don Emmert/AFP
Don Emmert/AFP

Roger Federer vai às quartas no US Open e se garante no ATP Finals

Já Andy Murray é eliminado após perder uma batalha de mais de 4h

Estadão Conteúdo

08 de setembro de 2015 | 08h56

Dois dos principais candidatos ao título da chave masculina do US Open tiveram destinos opostos na noite de segunda-feira em Nova York. Enquanto o britânico Andy Murray foi eliminado após perder uma batalha de mais de 4 horas para o sul-africano Kevin Anderson, o suíço Roger Federer avançou ao derrotar o norte-americano John Isner com uma atuação segura. Com a vitória, o suíço também garantiu uma vaga no ATP Finals, torneio que será disputado pelos oito melhores tenistas da temporada em Londres entre 15 e 22 de novembro.

Em busca do seu sexto título do US Open, Federer, o número 2 do mundo, superou Isner, 13º colocado no ranking da ATP, por 3 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/0), 7/6 (8/6) e 7/5, em 2 horas e 39 minutos. Assim, no seu retrospecto no Grand Slam nova-iorquino, Federer acumula a impressionante marca de 76 vitórias em 86 partidas.

Além disso, o suíço obteve o seu quinto triunfo em seis duelos contra o norte-americano. Para isso, venceu dois tie-breaks, sendo que no segundo chegou a estar perdendo por 4/2, e conseguiu a sua única quebra de serviço no 12º game do terceiro set para assegurar o seu triunfo por 3 a 0.

Nas quartas de final, nesta quarta-feira, Federer terá pela frente o francês Richard Gasquet, 12º colocado no ranking, que derrotou de virada o checo Tomas Berdych, número 6 do mundo, por 3 sets a 1, com parciais de 2/6, 6/3, 6/4 e 6/1, em 2 horas e 24 minutos. Federer lidera o confronto direto com Gasquet por 14 a 2.

Já Murray, após 4 horas e 18 minutos, acabou sucumbindo ao sul-africano Kevin Anderson, número 14 do mundo, que o derrotou por 3 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/5), 6/3, 6/7 (2/7) e 7/6 (7/0).

Esta foi a primeira vez que Anderson se classificou para as quartas de final de um dos torneios do Grand Slam. Já a situação de Murray é praticamente inversa, pois ele havia avançado para esta fase nas 18 últimas edições desse tipo de competição.

Após vencer o primeiro set no tie-break, Anderson chegou a abrir 5/1 na segunda parcial, com duas quebras de serviço, perdeu o seu saque na primeira vez em que poderia fechar a parcial, mas não vacilou na segunda, fazendo 2 a 0.

No terceiro set, Murray fez 3/1, mas permitiu a reação do sul-africano, que forçou a realização do tie-break, mas acabou sendo batido. A quarta parcial também só foi decidida no tie-break, mas dessa vez Anderson se deu melhor, avançando no US Open.

Nas quartas de final em Nova York, o sul-africano terá pela frente o suíço Stan Wawrinka, número 5 do mundo, que venceu o norte-americano Donald Young por 3 sets a 1. Anderson lidera o confronto direto por 4 a 3, tendo triunfado nos últimos quatro duelos.

FEMININO

Pela chave feminina do US Open, a checa Petra Kvitova, número 4 do mundo, se garantiu nas quartas de final ao superar a britânica Johana Konta, 97ª colocada no ranking da WTA, por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3.

Kvitova nunca havia passado das oitavas de final em Nova York. A sua próxima adversária vai ser a italiana Flavia Pennetta, número 26 do mundo, que venceu a australiana Samantha Stosur por 2 sets a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.