Carmen Jaspersen / AFP
Carmen Jaspersen / AFP

Federer bate australiano, vai à semifinal e segue rota de decacampeonato em Halle

Rival na próxima fase já está definido: será o azarão norte-americano Denis Kudla

Estadão Conteúdo

22 Junho 2018 | 11h02

Um dia depois de precisar salvar dois match points para vencer o francês Benoit Paire, Roger Federer voltou a enfrentar dificuldades para confirmar favoritismo nesta sexta-feira. O suíço, porém, fez valer a sua condição de líder do ranking mundial ao derrotar o australiano Mathhew Ebden, 60º colocado da ATP, por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/2) e 7/5, e garantir vaga nas semifinais do Torneio de Halle.

+ Azarenka perde de Safarova e cai nas oitavas no Torneio de Mallorca

+ Djokovic vence Dimitrov e vai às quartas de final do Torneio de Queen's

Assim, Federer manteve a sua rota em busca de um expressivo decacampeonato do ATP 500 alemão realizado em quadras de grama, onde ele defende a condição de atual campeão e também ergueu a taça em 2003, 2004, 2005, 2006, 2008, 2013, 2014 e 2015.

Campeão do Torneio de Stuttgart no último domingo, o tenista da Basileia tenta seguir embalado visando principalmente o Grand Slam de Wimbledon, que começa no próximo dia 2 de julho, em Londres, onde ele também é o atual detentor do título.

No duelo desta sexta-feira, Federer e Ebden confirmaram todos os seus saques no primeiro set e forçaram a disputa do tie-break, no qual o suíço foi bem superior para fechar em 7/2 e abrir vantagem.

Em seguida, na segunda parcial, o australiano surpreendeu com duas quebras de saque e chegou a estar vencendo por 5/3, mas o favorito buscou uma reação e ganhou quatro games consecutivos para liquidar o duelo em 7/5. Neste último set, o suíço converteu três dos sete break points cedidos pelo seu adversário.

O rival de Federer na semifinal deste sábado será o azarão norte-americano Denis Kudla, 109º colocado do ranking, que em outro duelo já encerrado nesta sexta-feira derrotou o japonês Yuichi Sugita por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 7/5.

Federer busca em Halle o seu 99º título de simples na carreira. Caso confirme o seu favoritismo, o suíço chegará em Wimbledon com a chance de ganhar um histórico centésimo troféu, que também seria o seu nono do tradicional Grand Slam de Londres.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.