Federer bate Djokovic e conquista 5o Masters de Cincinnati

Número um do mundo, Roger Federer sublinhou seu domínio da modalidade neste domingo, garantindo seu sexto título de ATP este ano com uma vitória impressionante de 6-0 e 7-6 sobre Novak Djokovic na final do Masters de Cincinnati.

Reuters

19 de agosto de 2012 | 16h22

O 21o título de Masters 1000 de Federer empata com o histórico de Rafael Nadal na elite do tênis, e seu êxito sobre o sérvio e número dois do ranking mostrou que ele está em ótima forma para o Aberto dos EUA, no final do mês.

Federer mal suou no primeiro set, de curtos 20 minutos, mas a parada foi mais dura no segundo, que o suíço por fim venceu no tiebreak por 9-7.

O tom da partida foi dado no primeiro game, quando Djokovic cometeu uma dupla falta e deu a Federer dois break points que ele aproveitou agradecido.

Foi a primeira de quatro duplas faltas no set de abertura, e Federer tirou proveito de todas, impondo um 6-0 sobre Djokovic pela primeira vez em 28 enfrentamentos entre os dois líderes do ranking.

"Ele comçeou muito bem, e eu cometi muitas duplas faltas e muitos erros", disse Djokovic, que perdeu as quatro finais em Cincinnati que disputou até hoje.

"Tive minhas chances no segundo set e as desperdiçei, ele mereceu a vitória", acrescentou o sérvio.

Não houve quebras de saque no set decisivo. Djokovic enfim entrou no jogo, mas as devoluções de backhand extraordinárias de Federer renderam algumas trocas de bola emocionantes.

O suíço desperdiçou um ponto final no tiebreak, mas não errou na segunda tentativa, um winner de forehand soberbo que pôs fim à competição.

Foi a quinta vez que Federer conquistou o Masters de Cincinnati e a terceira em quatro anos.

(Por Simon Evans)

Tudo o que sabemos sobre:
TENISFEDERERCINCINNATI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.