Frederic J. Brown/AFP
Frederic J. Brown/AFP

Federer bate Sock e fará final 100% suíça com Wawrinka em Indian Wells

Experiente jogador não teve dificuldades para vencer o norte-americano por 2 a 0

Estadao Conteudo

18 de março de 2017 | 18h38

Descansado após não ter precisado entrar em quadra nas quartas de final por causa da desistência do australiano Nick Kyrgios, Roger Federer confirmou com tranquilidade o seu favoritismo neste sábado para avançar à decisão do Masters 1000 de Indian Wells. O recordista de títulos de Grand Slam venceu o norte-americano Jack Sock por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 7/6 (7/4), em apenas 1h14min, neste sábado, na semifinal do importante torneio disputado em quadras duras nos Estados Unidos.

Com o triunfo de Federer, a competição terá uma final 100% suíça neste domingo, a partir das 17 horas (de Brasília), já que na outra semifinal deste sábado Stan Wawrinka superou o espanhol Pablo Carreño Busta, também com facilidade, por 6/3 e 6/2, para assegurar lugar na disputa pelo título.

Atual décimo colocado do ranking mundial, Federer fará a sua segunda final em três torneios disputados nesta temporada, na qual foi campeão do Aberto da Austrália, em janeiro, e depois acabou surpreendido na segunda rodada do ATP 500 de Dubai, no final do mês passado.

Contra Wawrinka, hoje o terceiro tenista da ATP, o lendário jogador irá fazer um reencontro depois de ter superado o compatriota nas semifinais do Aberto da Austrália, onde foi à decisão do Grand Slam com uma vitória por 3 sets a 2.

E para se garantir em mais uma final nesta temporada, Federer começou o jogo deste sábado atropelando o tenista da casa, atual 18º colocado do ranking mundial. Com duas quebras de saque em duas oportunidades no primeiro set, no qual também confirmou todos os seus serviços sem oferecer nenhum break point, o suíço aplicou um 6/1 de forma muito rápida.

Já na segunda parcial, Sock conseguiu equilibrar o jogo, confirmou todos os seus saques e salvou a única chance de quebra obtida por Federer. Porém, acabou sucumbindo diante da maior categoria do adversário no tie-break e foi eliminado.

Na decisão deste domingo, Federer irá travar o 23º confronto com Wawrinka, contra o qual defende grande vantagem no retrospecto. Ele venceu 19 dos 22 duelos com o compatriota, que foi superado nas três últimas partidas entre os dois e só conseguiu levar a melhor sobre o seu amigo e velho conhecido nos Masters 1000 de Montecarlo de 2009 e 2014 e na edição de 2015 de Roland Garros, sempre em piso de saibro. Em Indian Wells, por sua vez, o ex-número 1 do mundo já superou Wawrinka em 2011 e 2013.

Já contra Sock, Federer acumulou neste sábado a sua terceira vitória em três jogos contra o norte-americano, batido pelo suíço anteriormente no próprio Masters de Indian Wells, em 2015, e no mesmo ano no Torneio da Basileia.

Tudo o que sabemos sobre:
TênistênisRoger Federer

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.