Paul Miller/EFE
Paul Miller/EFE

Federer bate Tsonga e faz final com Murray na Austrália

Primeiro lugar do ranking mundial vence francês por 3 sets a 0 e vai à quinta final do Grand Slam australiano

AE, Agencia Estado

29 de janeiro de 2010 | 08h44

O suíço Roger Federer não enfrentou dificuldades para garantir sua presença na final do Aberto da Austrália. Nesta sexta-feira, o número 1 do mundo derrotou o francês Jo-Wilfried Tsonga por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/3 e 6/2, em apenas 1 hora e 27 minutos.

Na decisão, Federer vai enfrentar o britânico Andy Murray, que eliminou o croata Marin Cilic na outra semifinal, disputada na quinta-feira. Esta será a segunda final de Grand Slam entre os dois tenistas. Em 2008, o suíço se deu melhor e conquistou o título do US Open. Em compensação, Murray lidera o confronto direto, com seis vitórias contra quatro de Federer.

A final do Aberto da Austrália será a oitava seguida de Federer em Grand Slams e a sua 22ª decisão nesse tipo de torneio, com 15 títulos. Em Melbourne, ele foi campeão em 2004, 2006 e 2007. No ano passado, perdeu a decisão para o espanhol Rafael Nadal.

Federer iniciou o duelo desta sexta-feira cometendo poucos erros e obteve quebras de serviço no quarto e oitavo game para vencer por 6/2. Na segunda parcial, Tsonga cometeu vários erros e teve o seu saque quebrado no sexto game, perdendo a parcial por 6/3.

O francês continuou apático no terceiro set e foi presa fácil para Federer, que obteve mais duas quebras de serviço e venceu a parcial por 6/3, conquistando a vitória por 3 sets a 0, que lhe garantiu na decisão do primeiro Grand Slam do ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.