Georgios Kefalas/AP
Georgios Kefalas/AP

Roger Federer cai para o 7º lugar e tem pior ranking em dois anos

Suíço perde posto do ranking por não defender o título conquistado no Torneio de Roterdã na temporada passada

Redação, Estadão Conteúdo

18 de fevereiro de 2019 | 09h42

Sem defender neste ano o título conquistado no Torneio de Roterdã, na temporada passada, Roger Federer perdeu uma posição e caiu no sexto para o sétimo lugar no ranking da ATP, na atualização desta segunda-feira. Trata-se da pior posição do recordista de troféus de Grand Slam em quase dois anos.

Federer foi superado pelo japonês Kei Nishikori por apenas 90 pontos porque não competiu em Roterdã neste ano. Na competição holandesa, ele defendia os 500 pontos do título obtido em 2018. O suíço não entra em quadra desde a queda nas oitavas de final do Aberto da Austrália e fará o seu retorno ao circuito no Masters 1000 de Indian Wells, a partir do dia 7 de março.

O tenista não ocupava uma posição tão baixa no ranking desde março de 2017, quando subiu para o décimo posto, vindo de um 17º lugar, como consequência do título na Austrália. Nishikori, por sua vez, somou pontos na semana passada ao alcançar a semifinal em Roterdã.

A competição holandesa foi responsável por grandes mudanças no ranking. Campeão do torneio, o francês Gael Monfils ganhou dez postos na lista e aparece agora em 23º. Vice-campeão, o suíço Stan Wawrinka deu salto ainda maior. Galgou 27 posições e figura em 41º do mundo.

No Top 10, a única mudança envolveu Federer e Nishikori. O sérvio Novak Djokovic segue na ponta, com mais de 2.000 pontos de vantagem sobre o espanhol Rafael Nadal. O alemão Alexander Zverev aparece em terceiro lugar, sendo seguido pelo argentino Juan Martín del Potro e pelo sul-africano Kevin Anderson. O austríaco Dominic Thiem é o 8º, o norte-americano John Isner é o 9º e o croata Marin Cilic fecha a lista dos dez melhores.

Entre os brasileiros, os quatro mais bem colocados sofreram quedas nesta semana. Thiago Monteiro, número 1 do País, caiu uma posição, para o 126º lugar. Rogério Dutra Silva perdeu quatro colocações: agora é o 142º. Já Thomaz Bellucci foi quem mais perdeu posições. Foram 21, deixando-o agora em 234º. E Guilherme Clezar caiu três postos, para o 237º.

Monteiro vai disputar a chave principal do Rio Open, que tem início nesta segunda-feira. Convidado, terá a chance de somar bons pontos e recuperar terreno no ranking. Rogerinho e Bellucci disputaram o qualifying no fim de semana e perderam na segunda e na primeira rodada, respectivamente.

Confira a lista dos 20 primeiros colocados do ranking:

1º - Novak Djokovic (SER), 10.955 pontos

2º - Rafael Nadal (ESP), 8.320

3º - Alexander Zverev (ALE), 6.475

4º - Juan Martín del Potro (ARG), 5.060

5º - Kevin Anderson (AFS), 4.595

6º - Kei Nishikori (JAP), 4.190

7º - Roger Federer (SUI), 4.100

8º - Dominic Thiem (AUT), 3.800

9º - John Isner (EUA), 3.225

10º - Marin Cilic (CRO), 3.140

11º - Karen Khachanov (RUS), 2.880

12º - Stefanos Tsitsipas (GRE), 2.805

13º - Borna Coric (CRO), 2.605

14º - Milos Raonic (CAN), 2.275

15º - Daniil Medvedev (RUS), 2.230

16º - Fabio Fognini (ITA), 2.225

17º - Marco Cecchinato (ITA), 2.091

18º - Roberto Bautista Agut (ESP), 1.955

19º - Diego Schwartzman (ARG), 1.940

20º - Nikoloz Basilashvili (GEO), 1.820

126º - Thiago Monteiro (BRA), 449

142º - Rogério Dutra Silva (BRA), 407

234º - Thomaz Bellucci (BRA) ,209

237º - Guilherme Clezar (BRA), 208

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.