Federer conquista o título do US Open

O tenista suíço Roger Federer derrotou neste domingo o norte-americano Andre Agassi por 3 sets a 1, com parciais de 6/3, 2/6, 7/6 (7/1) e 6/1, e conquistou o título do US Open. Assim, o número 1 do mundo repete o feito do ano passado e se torna bicampeão do torneio do Grand Slam que é disputado em Nova York, nos Estados Unidos.Numa atmosfera emocionante, com mais de 20 mil pessoas torcendo por Agassi no estádio Arthur Ashe, Federer mostrou todo seu talento e sua incrível capacidade de concentração. Sem se deixar envolver pelo clima festivo, derrotou com autoridade o mais carismático tenista norte-americano.Federer passa a ser agora o primeiro jogador da ´Era aberta´ - desde 1968 - a ganhar por dois anos consecutivos o torneio de Wimbledon e o US Open. "Joguei muito bem na final, como de costume", disse o suíço, com bastante bom humor.O suíço de 24 anos não perde uma decisão de título há 23 torneios. "Joguei o meu melhor e Andre mostrou também estar em excelente forma. Espero que continue jogando para podermos ter novos duelos", afirmou o líder do ranking mundial.Apesar do pedido de Federer, Agassi continuou mantendo o suspense sobre sua aposentadoria. Logo depois da derrota, o tenista de 35 anos sentou-se na quadra e parece ter chorado. Escondeu o rosto com uma toalha, mas assim que as câmeras de TV o focalizaram, ele se recompôs. "Agradeço a toda torcida de Nova York, por estes 20 anos de US Open", disse Agassi, sem se referir se voltaria no próximo ano, como é costume acontecer entre os tenistas nestes momentos. Ao sair da quadra, encontrou-se com a esposa Steffi Graff e os filhos Janden e Jaz em abraços longos e emotivos. E depois, limitou-se a dizer que irá continuar trabalhando, ou seja, jogando. O jogo - Enquanto teve resistência, Agassi ameaçou a vitória de Federer. Fez um primeiro set equilibrado e ganhou o segundo, para felicidadeda torcida, que apoiava o ídolo norte-americano sem parar.Neste clima, o tenista norte-americano de 35 anos parece ter ganho ainda mais força paralutar pela vitória. Só que, de repente, Federer parece ter pisado no acelerador. Passou a comandar o jogo e fechou o placar com facilidade.Num jogo em que foi envolvido pelo adversário nos momentos mais importantes, Agassi teve de reconhecer a superioridade de Federer. "Fiz tudo o que podia e ele ainda conseguia golpes melhores. Não sabia mais o que fazer", admitiu.O campeão - Líder do ranking mundial de fevereiro de 2004, Federer chegou neste domingo ao seu 6º título em torneios do Grand Slam - foram três em Wimbledon, dois no US Open e um no Aberto da Austrália. Além disso, já foi campeão 31 vezes na carreira profisional, sendo 9 só nesta temporada, em que venceu 71 partidas e perdeu apenas 3 até agora. E já soma quase US$ 20 milhões em prêmios. ?Não sei qual o meu segredo?, brincou o suíço, feliz da vida com a conquista em Nova York.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.