Michael Kooren/Reuters
Michael Kooren/Reuters

Federer coroa retorno ao topo do ranking com 97º título da carreira

Suíço derrota o búlgaro Grigor Dimitrov por duplo 6/2 na final do ATP 500 de Roterdã

Estadão Conteúdo

18 de fevereiro de 2018 | 13h06

O suíço Roger Federer coroou seu retorno ao posto de número 1 do ranking da ATP com o título do Torneio de Roterdã. Neste domingo, o fenômeno do tênis mundial atropelou o búlgaro Grigor Dimitrov com uma vitória por duplo 6/2, em 55 minutos de partida, e ergueu seu 97º troféu da carreira.

+ Aos 36 anos, Federer faz história ao voltar ao número 1 do ranking

+ De novo líder do ranking, Federer vence e faz final com Dimitrov

De quebra ainda garantiu mais uma marca inédita. Foi a primeira vez que um tenista venceu três vezes em Roterdã, que acontece há 44 anos. Ele já havia sido campeão na competição holandesa em 2005 e 2012.

A vitória mantém também a hegemonia de Federer contra Dimitrov. Foram sete jogos e sete vitórias do suíço. A deste domingo veio sem dificuldade. Federer conseguiu a primeira quebra no quinto game e fechou o set em 25 minutos.

No segundo, o suíço abriu 4 a 1 de vantagem e depois só manteve os serviços para comemorar mais uma taça. Com o vice-campeonato em Roterdã, o búlgaro deve retomar o quarto lugar do ranking, que será atualizado pela ATP nesta segunda-feira.

Federer, com 36 anos, ultrapassará o espanhol Rafael Nadal e aparecerá em primeiro lugar. Assim, ele se tornará o mais velho jogador a assumir o posto desde a instituição do ranking mundial, em agosto de 1973. O suíço vem de conquista do Australian Open e, na atual temporada, tem 12 vitórias em 12 jogos.

DUPLAS

Os franceses Pierre Herbert e Nicolas Mahut acabaram com a série invicta do austríaco Oliver Marach e do croata Mate Pavic, que vinham de conquistas em Doha, Auckland e Melbourne. Os franceses venceram por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 2/6 e 10/7 e conquistaram o título das duplas em Roterdã.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisRoger FedererGrigor Dimitrov

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.