Federer derrota Mayer e é campeão em Estocolmo

O suíço Roger Federer confirmou o favoritismo neste domingo e se sagrou campeão do Torneio de Estocolmo, na Suécia. Na final, ele derrotou o alemão Florian Mayer com facilidade, por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 6/3, em apenas 1h03min de confronto.

AE, Agência Estado

24 de outubro de 2010 | 12h44

Com o resultado, o ex-líder do ranking manteve o bom momento no circuito depois de decepcionar na semifinal do US Open, quando foi eliminado pelo sérvio Novak Djokovic. Na semana passada, Federer ficou com o vice-campeonato do Masters 1000 de Xangai e recuperou a segunda posição do ranking, desbancando Djokovic.

Apesar de faturar seu título de menor expressão, o suíço igualou a marca de 64 troféus do americano Pete Sampras, na quarta colocação de maior número de conquistas na Era Aberta, que teve início em 1968 - os três primeiros são os também norte-americanos Jimmy Connors, com 109 títulos, Ivan Lendl (94) e John McEnroe (77).

Em 2010, Federer soma três troféus: Aberto da Austrália, Masters 1000 de Cincinnati, além do título deste domingo. Em temporada irregular, o suíço soma ainda quatro vice-campeonatos, nos Masters de Toronto, Xangai e Madri e no Torneio de Halle, na Alemanha.

Neste domingo, o número dois do mundo só encontrou dificuldade no primeiro set. Perdeu o saque por uma vez, mas impôs duas quebras ao rival e abriu vantagem na partida. A segunda parcial foi mais tranquila. Federer se defendeu bem do bom saque do rival e, sem ter o serviço ameaçado, faturou mais uma quebra e garantiu a vitória.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.