Federer diz não ter pressa em bater recorde de Sampras

Ex-número 1 do mundo e um dos favoritos ao título do Aberto da Austrália, que terá início nesta segunda-feira, o suíço Roger Federer afirmou neste domingo que não tem pressa para quebrar o recorde de conquistas de torneios Grand Slams do norte-americano Pete Sampras. "Quero fazer bem feito, não apenas neste ano, mas em muitos mais anos", declarou o vencedor de 13 títulos de Grand Slam, apenas um a menos que Sampras. "Não acho que está será minha última chance para ser campeão ou conquistar outros Grand Slams de uma forma mais fácil". "Os títulos nunca vem facilmente. E não vamos nos esquecer daqueles que tive de vencer no meio do caminho", declarou o campeão do último Grand Slam, o US Open, nos Estados Unidos, em setembro do ano passado.Em relação à forte concorrência neste início de temporada, Federer mostra confiança diante do espanhol Rafael Nadal, do sérvio Novak Djokovic e do escocês Andy Murray, revelação da temporada passada e sério candidato ao título na Austrália. "Eles serão difíceis de vencer, mas sei que tenho capacidade para isso"."Sei que muita gente tem dito que essa parece ser uma geração muito difícil de vencer, mas não acho que seja muito mais forte do que a minha. Não é somente agora que temos realmente quatro grandes tenistas", opinou. "Acho que havia grandes tenistas antes também, mas apenas tinham nomes diferentes".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.