Federer diz que se sentiu pressionado antes do jogo

Roger Federer saiu de quadra bastante satisfeito com sua atuação na vitória por 3 a 0 sobre o norte-americano Andy Roddick, nesta quinta-feira, que o colocou na final do Aberto da Austrália, e admitiu que se sentia pressionado em vencer a partida, mesmo com o retrospecto amplamente favorável diante do rival."Da última vez eu havia perdido, por isso havia sim uma certa pressão", contou o suíço, que agora tem 16 vitórias em 18 jogos diante de Roddick. No ano passado, de fato, ele havia sido derrotado, no Masters Series de Miami.Dentro de quadra, porém, Federer não demonstrou nem um pouco de nervosismo, e saiu satisfeito com sua atuação. "Saquei bem no primeiro set, o que me deu muita confiança. Consegui me movimentar bem e evitar que ele entrasse na quadra", afirmou o número 2 do mundo. No domingo, ele buscará igualar o recorde de 14 títulos de Grand Slam, de Pete Sampras, mas já nesta quinta conseguiu igualar outra marca do americano: 18 finais dos maiores torneios - perdeu apenas para Rafael Nadal, três vezes em Roland Garros e uma em Wimbledon. "Não me lembrava disso, mas fico orgulhoso, porque mostra o quanto tempo consegui me manter jogar em alto nível", disse Federer.Roddick, que cometeu apenas 18 erros não forçados, apenas lamentou a dificuldade de enfrentar Federer. "Eu estava jogando bem, batendo forma na bola, mas ele simplesmente acertou os golpes de que precisava. Ele sempre faz isso", declarou, resignado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.