Federer doma Roddick e passa à final na Austrália

O suíço Roger Federer manteve seu total domínio sobre Andy Roddick e, com uma aula de tênis, venceu a semifinal do Aberto da Austrália por 6-2, 7-5 e 7-5. Ele agora acumula 16 vitórias sobre o norte-americano, com apenas duas derrotas. No domingo, além disso, Federer, de 27 anos, pode igualar um recorde de Pete Sampras --14 títulos em torneios do Grand Slam. A semifinal de quinta-feira foi uma repetição da de 2007. Na sexta-feira, os espanhóis Rafael Nadal e Fernando Verdasco definem o outro finalista. "Tive muita confiança no meu saque e achei que joguei realmente bem hoje à noite", disse Federer a jornalistas. "Eu me sinto ótimo desta vez (...) e por isso acho que estou me deslocando bem e jogando melhor." Com a vitória de quinta-feira, Federer já iguala outro feito de Sampras, o de 18 finais em grandes torneios. A única pessoa a ter derrotado Federer em finais importantes foi Nadal (três vezes em Roland Garros, uma em Wimbledon). O recordista em finais do Grand Slam (19) continua sendo Ivan Lendl. Federer disse que não sabia que já poderia se igualar a Sampras em número de finais. "Eu não sabia disso, sabia que estava perto. Lendl tem o recorde, certo? As pessoas se esquecem de Ivan e de como ele foi ótimo", acrescentou Federer, segundo cabeça-de-chave no torneio. Numa semana em que Melbourne atravessa a pior onda de calor em um século, o teto da Rod Laver Arena foi aberto para o duelo Federer-Roddick, depois de ficar fechado para as duas semifinais femininas do dia, quando a temperatura superou 40 graus Celsius. Roddick também chegou ao ponto de ebulição no sexto game do primeiro set, quando Federer usou o sistema Hawkeye ("Olho de águia") para contestar com sucesso uma decisão dos árbitros. No replay da TV, viu-se que a bola --inicialmente dada como fora-- foi dentro da quadra. Federer recebeu o ponto, mas Roddick irritou-se pois considerou que o ponto deveria ser disputado novamente. Federer venceu esse game e abriu uma vantagem de 5-1. Roddick manteve seu serviço no game seguinte, mas estava claramente irritado. "Eu estava exatamente sobre a linha. Vocês estão dizendo que eu não conseguiria jogar?", questionou Roddick ao árbitro. "Vocês já me viram simplesmente deixar a bola passar?"

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.