Federer e Djokovic são os destaques em premiação anual da ATP

Dois dos principais tenistas dos últimos tempos foram também os principais destaques da premiação atual do tênis masculino. O ATP Awards, anunciado nesta quarta-feira, premiou mais uma vez os multicampeões Novak Djokovic, número 1 do mundo, e Roger Federer, terceiro colocado do ranking, e confirmou o grande momento que ambos vivem.

Estadão Conteúdo

11 Novembro 2015 | 11h28

O maior vencedor do dia entre os tenistas de simples foi Roger Federer. Faturou o prêmio de esportista do ano, que leva o nome do ex-tenista Stefan Edberg, justamente seu treinador. Esta premiação é decidida por votos dos outros jogadores do circuito, e o suíço a conquistou pela 11.ª vez, sendo a quinta seguida, superando nomes como Rafael Nadal, David Ferrer e Kevin Anderson.

Se Federer é um dos favoritos entre os atletas, definitivamente é o mais querido pela torcida. Nesta quarta, o ex-número 1 do mundo também foi agraciado com o prêmio de tenista favorito dos fãs, em eleição realizada diretamente na internet. Esta foi a 13.ª vez consecutiva que o suíço recebeu este troféu, com incríveis 65% dos votos. Nadal, Djokovic, Andy Murray e Kei Nishikori também foram lembrados.

Mas dentro de quadra, ninguém jogou mais tênis em 2015 do que Novak Djokovic. O sérvio viveu uma das melhores temporadas do tênis em todos os tempos e foi premiado nesta quarta como o número 1 do esporte no ano, já que não poderá ser ultrapassado no ranking mesmo com o ATP Finals ainda pela frente. Esta é a quarta vez que ele recebe a honraria, sendo a segunda seguida.

Entre os outros tenistas premiados do dia, o jovem alemão Alexander Zverev, número 81 do mundo, foi eleito a "Estrela do Amanhã" pela ATP. O sul-coreano Hyeon Chung, 51.º do ranking, foi escolhido pelos colegas o atleta que mais evoluiu na temporada. Já o prêmio de volta por cima de 2015 foi para o francês Benoit Paire, que se recuperou de uma grave lesão no joelho para encerrar o ano como 20.º mundo.

DUPLAS - Entre os duplistas, os dois prêmios já definidos, de ação humanitária do ano e de favoritos da torcida, foram para os irmãos norte-americanos Bob e Mike Bryan. Eles também são os favoritos para terminarem o ano como dupla líder do ranking, mas isto só será definido no ATP Finals.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.