Federer e Nadal fazem o jogo do ano

Os dois melhores tenistas da temporada vão se enfrentar nesta sexta-feira, em Paris, num jogo válido pelas semifinais de Roland Garros, mas que é apontado por todos como uma verdadeira final antecipada. O suíço Roger Federer e o espanhol Rafael Nadal estarão em quadra, lutando por uma vaga na decisão do título do torneio do Grand Slam.O duelo está tão badalado que a véspera fez lembrar uma disputa de título mundial de pesos pesados no boxe. Federer e Nadal fizeram uma sessão de fotos, mas nada de punhos cerrados, cara feia e provocações. Ambos estavam simpáticos, como de costume, e o suíço, em tom paternal, até colocou seu braço sobre os ombros do espanhol em uma das poses.Toda essa promoção realmente se justifica. O jogo promete. Federer é dono da mais refinada técnica do tênis. Joga para fazer história e ficar a apenas uma vitória de ganhar os quatro troféus do Grand Slam, igualando-se a nomes como Rod Laver, Roy Emerson e Andre Agassi, além de superar outros como Pete Sampras, Boris Becker e John McEnroe, que nunca venceram em Roland Garros. Um jovem talento, Nadal é o favorito da torcida francesa para conquistar o título de Roland Garros. Muito forte fisicamente, exibe um jogo de velocidade e raça. Está ganhando seu espaço no circuito profissional, mas já mostrou que veio para ficar.De um lado, Federer exibe a confiança habitual. Mesmo jogando no saibro, o piso favorito de Nadal. "Ora, sou o número 1 do mundo e não tenho de temer ninguém", avisou o suíço. "Estou a cada ano melhor nesta superfície." De outro, Nadal investe na humildade.Jamais fala em favoritismo e na sessão de fotos desta quinta-feira, ao esperar pela chegada do adversário, tomou um sorvete, se deliciando como uma criança. "Vai ser bonito decidir uma vaga na final com Federer. Mas ele é o favorito, tem toda a pressão, a responsabilidade de vencer", afirmou o espanhol. Números - Aos 23 anos, Federer é o número 1 do mundo. Só em 2005, já foi campeão em Doha, Roterdã, Dubai, Indian Wells, Miami e Hamburgo, ganhando 46 jogos e perdendo apenas 2 (para o russo Safin e o francês Gasquet). O suíço faz a sua melhor campanha em Roland Garros - inclusive, não perdeu um set sequer nesta edição do torneio. Já Nadal, que completa 19 anos justamente nesta sexta-feira, ocupa o 5º lugar no ranking mundial, depois de uma incrível ascensão nesta temporada. Afinal, só em 2005, foi campeão na Costa do Sauípe, Acapulco, Montecarlo, Barcelona e Roma - foram 46 vitórias e 6 derrotas no ano. É a sua primeira participação em Roland Garros e vem confirmando o favoritismo, depois de perder apenas 1 set nos 5 jogos que fez até agora.No retrospecto do confronto entre eles, há empate. Foram dois jogos até agora: Nadal ganhou no Masters Series de Miami, em 2004, e Federer deu o troco no mesmo torneio, no ano seguinte.Outra semifinal - Também nesta sexta-feira será definido o segundo finalista de Roland Garros. Mas ninguém dá muita bola, só se fala no duelo Nadal x Federer. Mesmo assim, o argentino Mariano Puerta, que há dois anos esteve suspenso por doping, e o russo Nikolay Davydenko jogam pela vaga na decisão do título.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.