Andrew Gombert/EFE
Andrew Gombert/EFE

Federer é surpreendido e dá adeus ao Masters de Miami

Após 2h51min de jogo, número 1 do mundo perde para Tomas Berdych por 2 sets a 1 e está fora das quartas

AE, Agência Estado

31 de março de 2010 | 08h40

O Masters 1.000 de Miami contou com a sua terceira grande surpresa em jogo encerrado na madrugada desta quarta-feira (no horário de Brasília). Após as eliminações prematuras de Novak Djokovic e Andy Murray, o tenista suíço Roger Federer deu adeus à competição ao cair diante do checo Tomas Berdych por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 6/7 (3/7) e 7/6 (8/6), após 2h51min de confronto.

Líder do ranking mundial, Federer caiu diante do 20.º colocado da ATP em uma derrota rara para o adversário. Este foi apenas o segundo revés do suíço diante de Berdych em dez confrontos. O outro havia acontecido nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, no primeiro duelo entre os dois.

Com a vitória sobre o cabeça de chave número 1 após oito derrotas seguidas para o rival, Berdych avançou às quartas de final em Miami e agora terá pela frente o espanhol Fernando Verdasco, que nas oitavas de final eliminou o croata Marin Cilic, sétimo cabeça de chave, com parciais de 6/4 e 7/6 (7/3).

A eliminação de Federer foi a segunda inesperada do suíço em dois torneios consecutivos. Antes de cair em Miami, ele foi surpreendido logo em sua segunda partida no Masters 1.000 de Indian Wells, quando acabou derrotado pelo cipriota Marcos Baghdatis.

Já Berdych agora terá a chance de confirmar, contra Verdasco, o seu bom momento. Na semana passada, o tenista arrasou o espanhol em Indian Wells com uma vitória por 6/0 e 6/3. O retrospecto geral do confronto entre os dois, porém, é equilibrado, com cinco triunfos do checo e três de Verdasco.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisMiamiRoger FedererBerdych

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.