Federer faz 3 a 0 em Blake e vai à semifinal na Austrália

Suíço número 1 do mundo vai pegar Novak Djokovic na partida que antece a decisão do torneio

Reuters

23 de janeiro de 2008 | 10h17

O atual campeão Roger Federer garantiu vaga nas semifinais do Aberto da Austrália ao derrotar o norte-americano James Blake por 7-5, 7-6 e 6-4, nesta quarta-feira. Veja também: Venus cai e européias confirmam domínio na AustráliaO suíço primeiro cabeça-de-chave não precisou jogar em seu melhor nível para derrotar o 12.º pré-classificado, fechando a partida em pouco mais de duas horas para alcançar sua 15a semifinal de Grand Slam seguida. O adversário de Federer será o terceiro cabeça-de-chave, Novak Djokovic, após o sérvio ter passado pelo espanhol David Ferrer por 6-0, 6-3 e 7-5. "Acho que foi um bom jogo, bem divertido", disse Federer a repórteres. "Ele é perigoso, mas eu estava feliz com a forma que estava acertando bons golpes no tiebreak e cansei ele no final." Após uma troca de quebras no início, Federer voltou a quebrar o norte-americano no 12.º game para levar o primeiro set. A parcial seguinte seguiu da mesma forma, com uma quebra para cada tenista no início, mas o suíço fechou o set com 7-5 no tiebreak. Federer, em busca de seu 13o título de Grand Slam, sacou para a partida em 5-2, mas teve seu saque quebrado por Blake, que chegou a pressionar em 5-4 no serviço do suíço. Mas a reação parou ali e Federer garantiu-se na semifinal contra Djokovic. "Estou muito feliz com a forma que estou jogando, espero que possa continuar assim", afirmou Federer. O número 3 do mundo, Djokovic, desperdiçou quatro match points e teve o serviço quebrado quando sacava para a vitória, mas recuperou-se para ficar entre os quatro melhores da competição. "Fiquei surpreso com a forma que joguei, especialmente nos dois primeiros sets", disse o sérvio após a partida. "É uma sensação incrível. Eu agora tenho mais experiência e jogo com mais paciência, esse era um dos meus objetivos", afirmou. "Estou realmente muito feliz de ter avançado. Eu apenas tenho que começar a acreditar em mim mesmo um pouco mais."

Tudo o que sabemos sobre:
Aberto da AustráliaRoger Federer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.