Federer, Ferrer e Raonic avançam à semifinal em Cincinnati

Suíço enfrenta o canadense Milos Raonic, rival que, em cinco jogos no circuito profissional, jamais derrotou Roger Federer

Estadão Conteúdo

15 de agosto de 2014 | 22h13

No primeiro jogo do dia pelas quartas de final do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos, nesta sexta-feira, o suíço Stan Wawrinka, cabeça de chave número 3, foi surpreendido pelo francês Julien Benneteau. Na sequência da luta pelos lugares nas semifinais da competição, os favoritos não deram chance para o azar e se garantiram na próxima fase.

Não tão favorito assim por ter de enfrentar o britânico Andy Murray, cabeça 8, o suíço Roger Federer jogou o seu melhor tênis para vencer nesta sexta. O segundo pré-classificado em Cincinnati mostrou força para ganhar a partida por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/5.

Durante todo o jogo, Murray só conseguiu ser superior a Federer em dois games do segundo set, quando quase conseguiu quebrar o serviço do suíço. De resto, o atual número 3 do mundo comprovou estar em grande forma. Venceu o britânico pela segundo vez seguida nesta temporada e conseguiu empatar o confronto direto, agora em 11 a 11.

Na semifinal, terá pela frente o freguês canadense Milos Raonic, rival que Federer jamais perdeu em cinco confrontos realizados até o momento no circuito profissional. Nesta sexta, o tenista do Canadá, quinto cabeça de chave, destruiu o italiano Fabio Fognini por 6/1 e 6/0.

Se passar à final, o tenista suíço também encontrará um outro freguês pela frente. Contra Benneteau, são cinco vitórias e duas derrotas. O francês enfrentará o espanhol David Ferrer, que sofreu para derrotar o compatriota Tommy Robredo por 2 sets a 1 - com parciais de 6/4, 3/6 e 6/3. Em 15 partidas contra Ferrer, Federer ganhou todas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.