Johannes Eisele / AFP
Johannes Eisele / AFP

Federer leva susto, mas bate sérvio na estreia do Torneio da Basileia

Diante de sua torcida, o cabeça de chave número 1 sofreu para derrotar o sérvio Filip Krajinovic por 2 sets a 1

O Estado de S.Paulo

23 Outubro 2018 | 16h38

O suíço Roger Federer largou com vitória na busca por mais um título do Torneio da Basileia. Diante de sua torcida, o cabeça de chave número 1 sofreu, mas confirmou o favoritismo ao passar nesta terça-feira pelo sérvio Filip Krajinovic por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 4/6 e 6/4.

Número 3 do ranking, Federer tenta seu nono título na Basileia, o quarto consecutivo. O suíço tenta ainda sua 99.ª conquista de simples na carreira, que seria a quarta este ano. Ele vem de uma queda nas semifinais do Masters 1000 de Xangai, para o croata Borna Coric.

E nesta terça, Federer também esteve longe de seus melhores dias. O suíço mostrou muita dificuldade em seu serviço e chegou a ser quebrado em quatro oportunidades. Falou mais alto, então, sua experiência para lidar com os momentos mais difíceis e aproveitar seis dos 14 break points que teve.

Na próxima rodada, Federer terá pela frente o alemão Jan-Lennard Struff. Número 52 do mundo, ele passou nesta terça-feira pelo australiano John Millman por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/3) e 6/2.

Nas outras partidas do dia na Basileia, destaque para o russo Daniil Medvedev, que confirmou o favoritismo diante do alemão Maximilian Marterer. Cabeça de chave número 7, ele venceu por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/5, e agora vai encarar o italiano Andreas Seppi, que passou pelo japonês Taro Daniel em sets diretos, com direito a "pneu": 6/0 e 6/4.

Ainda nesta terça, o alemão Peter Gojowczyk também avançou ao derrotar o chileno Nicolas Jarry por 2 sets a 1, com parciais de 1/6, 7/5 e 6/3. Já o australiano Alexei Popyrin, vindo do qualifying, derrotou seu compatriota Matthew Ebden por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/4) e 6/4.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Roger Federertênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.