Rhonea Wise/Reuters
Rhonea Wise/Reuters

Federer leva susto, mas vence Serra e avança em Miami

Tenista suíço precisa disputar por duas vezes o tie-break para passar pelo rival francês nos Estados Unidos

AE, Agência Estado

29 de março de 2010 | 18h20

O número 1 do mundo nem precisou se esforçar muito para avançar às oitavas de final do Masters 1000 de Miami. Nesta segunda-feira, Roger Federer se deu ao luxo de permitir a reação do francês Florent Serra por duas vezes e conquistar a vitória nos tie-breaks. Após 1h32 de jogo, o suíço triunfou sobre o número 61 do ranking mundial por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/2) e 7/6 (7/3).

Federer errou mais do que o normal nesta segunda, assim como também vacilou nas oportunidades que teve para garantir a vitória com tranquilidade. O momento mais complicado para o melhor do mundo foi no segundo set, quando chegou a abrir 4 a 1 sobre Serra, mas viu o francês reagir e levar a decisão para o tie-break, no qual o suíço voltou a se impor.

Além do susto na segunda parcial, Federer também foi irregular no primeiro set. O primeiro favorito do torneio cedeu três possibilidades de quebra ao rival, das quais salvou duas, mas teve o saque superado justamente na hora de fechar a parcial. No segundo set, a falta de consistência no jogo do suíço continuou e ele viu Serra ameaçar seu serviço por cinco vezes.

Sem vencer a competição no piso duro da Flórida desde 2006 - ganhou também em 2005 -, Federer busca o seu 17.º título em Masters, o que igualaria o feito do norte-americano Andre Agassi, maior vencedor de torneios deste nível. Para isso, ele terá que passar nas oitavas pelo checo Tomas Berdych, número 20 do mundo, que venceu o argentino Horacio Zeballos por 2 a 0 (6/4 e 7/5).

Também nesta segunda, o norte-americano Mardy Fish, que surpreendeu o escocês Andy Murray, número 3 do mundo, logo na segunda rodada, foi outro que avançou às oitavas. Ele venceu o espanhol Feliciano López por 2 a 0 (7/5 e 6/3) e espera agora pelo ganhador do duelo entre o suíço Stanislas Wawrinka e o russo Mikhail Youzhny.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.