Federer quer fazer história na França

Número 1 do mundo, Roger Federer mantém-se com chances de se transformar no 6º da história do tênis a conquistar os quatro troféus de Grand Slam. O único que falta é o de Roland Garros e o talentoso suíço chega a segunda semana de competição com um desafio e tanto: enfrenta neste domingo o ex-campeão, Carlos Moya. Federer tem um belo retrospecto diante do espanhol. Ganhou os cinco jogos disputados e em três deles sem perder um set. O caminho de Federer até o título inédito é difícil. Sua parte da chave tem outros grandes favoritos, como a revelação espanhola Rafael Nadal, que, depois de eliminar Richard Gasquet, pegará outro francês, Sebastien Grosjean. Neste lado do quadro está também o atual campeão do torneio, o argentino Gaston Gaudio, que jogará com o espanhol David Ferrer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.