Roger Federer reduz vantagem de Djokovic após título em Halle

Campeão do Torneio de Halle no último domingo, quando se sagrou vencedor da competição alemã pela oitava vez, Roger Federer diminuiu um pouco a vantagem de Novak Djokovic na liderança do ranking da ATP. Agora o suíço contabiliza 9.665 pontos, mas o sérvio ainda é soberano na liderança, com 13.845, e sequer corre o risco de perder o topo em Wimbledon, Grand Slam que começa na próxima segunda-feira.

Estadão Conteúdo

22 de junho de 2015 | 12h58

Atual campeão de Wimbledon, Djokovic defenderá os pontos pela conquista na grama de Londres do ano passado de forma confortável no que diz respeito ao ranking. Já Federer terá de defender 1.200 pontos pelo vice-campeonato do ano passado e pode ser ultrapassado pelo britânico Andy Murray, terceiro colocado.

Murray, por sua vez, consolidou um pouco mais a terceira posição no ranking após conquistar o Torneio de Queen''s, também no último domingo, em Londres. Assim, o escocês chegou aos 7.450 pontos. E, para superar Federer no ranking em Wimbledon, ele precisa conquistar o Grand Slam pela segunda vez em sua carreira (foi campeão em 2013) e torcer para que o suíço chegue no máximo até as quartas de final.

Não houve alterações de posições no Top 10 do ranking da ATP, que é completado pela ordem pelo suíço Stanislas Wawrinka, pelo japonês Kei Nishikori, pelo checo Tomas Berdych, pelo espanhol David Ferrer, pelo canadense Milos Raonic, pelo croata Marin Cilic e pelo espanhol Rafael Nadal.

Já o sul-africano Kevin Anderson saltou da 17ª para a 14ª posição após avançar à final do Torneio de Queen''s, enquanto o espanhol Feliciano López caiu da 14ª para a 16ª colocação depois de ter sido eliminado na segunda rodada na grama inglesa. O norte-americano John Isner, que eliminou justamente López da competição, subiu do 18º para o 17º lugar, ultrapassando o francês Gael Monfils, este agora 18º após cair dois postos na ATP. Fechando o Top 20 estão o espanhol Tommy Robredo e o francês Richard Gasquet, que trocaram de posição e agora figuram respectivamente em 19º e 20º.

BRASILEIROS - Entre os brasileiros, Thomaz Bellucci caiu da 40ª para a 41ª posição. Atual número 1 do País, ele volta a jogar nesta semana no Torneio de Nottingham. Sem atuar desde que disputou a edição passada de Roland Garros, o tenista paulista tenta usar o ATP 250 inglês para embalar rumo a Wimbledon.

Já João Souza, hoje número 2 do Brasil, desceu dois postos no ranking e agora ocupa o 79º lugar. André Ghem, que nesta semana disputará o qualifying para a chave principal de Wimbledon, subiu cinco colocações nesta segunda-feira e agora figura como 134º tenista do mundo. Outro brasileiro no Top 200, Guilherme Clezar caiu duas posições e está agora em 162º no geral.

Confira o ranking atualizado da ATP:

1) Novak Djokovic (SER), 13.845 pontos

2) Roger Federer (SUI), 9.665

3) Andy Murray (GBR), 7.450

4) Stanislas Wawrinka (SUI), 5.790

5) Kei Nishikori (JAP), 5.660

6) Tomas Berdych (RCH), 5.050

7) David Ferrer (ESP), 4.490

8) Milos Raonic (CAN), 4.440

9) Marin Cilic (CRO), 3.540

10) Rafael Nadal (ESP), 3.135

11) Grigor Dimitrov (BUL), 2.600

12) Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 2.565

13) Gilles Simon (FRA), 2.435

14) Kevin Anderson (AFS), 2.090

15) David Goffin (BEL), 2.010

16) Feliciano López (ESP), 1.935

17) John Isner (EUA), 1.890

18) Gael Monfils (FRA), 1.885

19) Tommy Robredo (ESP), 1.710

20) Richard Gasquet (FRA), 1.610

41) Thomaz Bellucci (BRA), 1.065

79) João Souza (BRA), 650

134) André Ghem (BRA), 417

162) Guilherme Clezar (BRA), 321

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.