Fabrice Coffrini/AFP
Fabrice Coffrini/AFP

Federer sofre, mas bate Del Potro e é campeão na Basileia pela 8ª vez

Suíço encontra dificuldades, mas consegue vitória por 2 sets a 1 sobre argentino

Estadão Conteúdo

29 Outubro 2017 | 15h22

Roger Federer voltou a fazer a festa da torcida na Basileia. Após ficar fora do torneio no ano passado, por conta de problema físico, o suíço brilhou neste domingo em sua cidade natal ao se sagrar campeão do Torneio da Basileia pela oitava vez. Na final, o tenista da casa precisou buscar a virada para superar o argentino Juan Martín del Potro pelo placar de 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (5/7), 6/4 e 6/3.

+ Demoliner luta, mas perde mais uma final e é vice-campeão em Viena

+ Pouille arrasa Tsonga e se sagra campeão do Torneio de Viena

Com o triunfo, Federer se tornou o tenista mais vitorioso da temporada até agora. Ele chegou ao sétimo título no ano, superando Rafael Nadal, que tem seis. O espanhol, contudo, ainda lidera o ranking, agora com uma diferença pouco menor de 1.500 pontos. Essa briga poderá esquentar na próxima semana, quando ambos disputarão o último Masters 1000 do ano, em Paris, na França.

No geral, o suíço alcançou seu 95º título da carreira. Assim, superou o checo Ivan Lendl, com quem estava empatado, com 94 troféus para cada. Agora Federer só está atrás do norte-americano Jimmy Connors, recordista neste quesito, com 109 conquistas na carreira.

Na Basileia, a conquista teve sabor ainda mais especial, por ser diante dos seus conterrâneos. Ele ostenta oito títulos em 13 finais, com retrospecto de 66 vitórias e apenas nove derrotas no torneio de sua cidade. Contra Del Potro, o resultado também teve gosto de vingança porque Federer perdeu duas decisões seguidas - 2012 e 2013 - para o argentino na Basileia.

E a terceira derrota para o rival pareceu perto neste domingo, depois que o atual 19º do ranking venceu o set inicial de forma surpreendente. Federer começou a partida na frente, com uma quebra de vantagem, mas cedeu a igualdade e viu Del Potro brilhar no tie-break.

No segundo set, o tenista da casa foi mais agressivo e passou a pressionar mais o saque do adversário. No entanto, Del Potro resistiu bem, até o 10º game, quando acabou sofrendo a quebra. Com o empate, o suíço cresceu no jogo e foi para cima no terceiro set. Oferecendo menor resistência, o argentino não resistiu ao favorito e o número dois do mundo sacramentou a vitória em 2h31min de confronto.

Com o título na Basileia e a ausência de Nadal (que desistiu de última hora por motivos físicos), Federer esquentou a briga pela liderança do ranking no fim do ano. Eles vão decidir pelo topo em apenas dois torneios. Depois do Masters de Paris, a dupla entrará em quadra no ATP Finals, que encerrará a temporada.

Mais conteúdo sobre:
Roger Federer Juan Martín del Potro

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.